Leia também:
X Após 103 dias internado, idoso vence luta contra coronavírus

OAB demite advogado que defendeu desembargador

Presidente da OAB de Santo André disse que nota infringiu o regimento interno da comissão

Rafael Ramos - 22/07/2020 11h12

Nota de apoio a desembargador resultou em demissão na OAB Foto: Reprodução

Após emitir uma nota em defesa do desembargador Eduardo Siqueira, que ofendeu guardas municipais que o multaram por não querer usar máscara, o presidente da Comissão de Direito dos Refugiados e Migrantes da OAB em Santo André, Alberto Carlos Dias, teve sua nomeação revogada.

A presidente da Seccional da OAB de Santo André, Andréa Tartuce, desautorizou a manifestação de solidariedade de Dias. Andréa disse que o advogado infringiu o regimento interno da comissão.

– Ele se valeu de uma nomeação e usou indevidamente a logomarca para fazer uma nota de cunho pessoal. O tema não é da comissão e a diretoria e a presidência não foram consultadas.

Nota Pública, Esclarecimento

NOTA PÚBLICA (sobre nota pública da Comissão de Direitos dos Refugiados e Imigrantes circulando em redes sociais sobre o episódio em que o Desembargador Eduardo Siqueira ofendeu o guarda municipal) A 38º OAB de Santo André, de forma oficial, vem se manifestar em Nota Pública, por sua Presidente, Dra. Andréa Tartuce, esclarecendo: • O tema não guarda relevância com a referida Comissão;• A Comissão Setorial não possui autorização ou permissão para falar em nome desta Entidade;• O referido Presidente da Comissão de Direitos dos Refugiados e dos Imigrantes desta Subseção será destituído de suas funções por descumprimento ao Regimento Interno Andréa TartucePresidente da OAB de Santo André

OAB Santo André paylaştı: 21 Temmuz 2020 Salı

O caso será encaminhado para o Tribunal de Ética e Disciplina da OAB, que decidirá se cabe a aplicação de medida disciplinar ou não. Alberto Carlos Dias se retratou e disse que sua opinião pessoal não representa a subseção de Santo André.

Leia também1 OAB defende desembargador que humilhou guarda
2 "A preocupação era com meus filhos", diz guarda humilhado
3 Desembargador que humilhou guarda recebeu R$ 37 mil do TJ
4 Desembargador já ameaçou outro inspetor em São Paulo
5 "Analfabeto". CNJ irá apurar conduta de desembargador

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.