Leia também:
X Assista ao julgamento de Lula ao vivo direto do TRF-4

Mulher baleada ganha alta e bebê deixa estado grave

Wallace Araújo, marido e pai, confia que Deus ajudou na recuperação dos dois familiares

Emerson Rocha - 24/01/2018 14h00 | atualizado em 25/01/2018 09h42

Wallace Araújo era só alegria com as boas notícias Foto: Virgínia Martin

Wallace Araújo, de 34 anos, viveu um verdadeiro pesadelo nos últimos dias, quando a esposa grávida, Michelle, foi baleada durante uma tentativa de assalto. Mas agora, o marido e pai não para de receber boas notícias.

Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (24), os médicos do Hospital de Clínicas Mário Lioni, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, anunciaram que Michelle Nascimento, de 33 anos, recebeu alta nesta manhã e poderá ir para casa.

O bebê Antônio também apresentou uma boa evolução nos últimos dias. Ele saiu do estado grave e não precisa mais da ajuda de aparelhos para respirar. Segundo o cirurgião geral e diretor executivo da unidade de saúde, Carlos André Loja, a criança poderá ter uma vida tranquila depois que deixar o hospital.

– O pequeno Antônio ainda será monitorado, mas não apresentou hemorragias e não deverá ter sequelas. Ele tem todos os reflexos apropriados de um prematuro – disse o médico sobre a criança, que nasceu de 33 semanas em uma cesariana de emergência.

As novidades encheram a família de alegria pela possibilidade de ter os dois juntos em casa, em breve. Mesmo com a alta, Michelle ainda demonstra estar com uma dificuldade motora e precisará fazer sessões de fisioterapia e até uma nova cirurgia, pois a bala entrou e saiu de sua cabeça.

Médicos e o casal durante a coletiva de imprensa Foto: Virgínia Martin

Bem humorada, a mãe de Antônio agora vive a expectativa de poder pegar o filho pela primeira vez nos braços. Ela fará um procedimento para retirada de leite, que será dado para o bebê. Ainda com os momentos difíceis na memória, Michele ameniza a situação e só pensa em coisas boas.

– Quanto ao trauma que sofri, não quero pensar na violência quando for sair na rua novamente. Quero ficar na corrente do bem e acreditar nos homens de bom coração, principalmente depois de tudo que foi feito diante do que passei. Agradeço as orações de todos. Nenhum dinheiro do mundo paga uma coisa dessa – afirmou.

Wallace era o mais contente e emocionado durante a coletiva. Perguntado sobre o que manteve firme seu pensamento positivo sobre a saúde dos dois familiares, ele creditou a sua fé em Deus.

– Tive sempre a certeza que eles iriam sobreviver. Quando conversei com o médico, ele me disse que tinha feito de tudo e que agora era confiar nas mãos de Deus. E Ele o fez. Até a mãe da Michelle falou para eu não chorar, pois o Pai estaria cobrindo a vida do meu filho e da minha esposa – revelou Wallace.

Wallace reforçou também o agradecimento às pessoas que mandaram mensagens e demonstrações de carinho em favor da família dele.

– Sei que esse episódio serviria para eu desacreditar no ser humano, mas o amor sobrepõe tudo – concluiu emocionado.

O fato
No último dia 13, Wallace e Michelle estavam de carro, em Belford Roxo, quando outro veículo parou na frente deles. Um bandido armado saiu e acabou atirando na cabeça da mulher, que estava grávida de oito meses. Ela foi levada para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, onde precisou passar por uma cesariana de emergência e um procedimento de descompressão craniana.

Leia também1 Boa notícia! Bebê já respira sem ajuda de aparelhos
2 Mulher baleada na cabeça e filho apresentam melhora

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.