Leia também:
X Fatalidade no Flamengo: pastor dá apoio em hotel

MPF recorre de decisão que soltou ex-governador do PR

Beto Richa foi colocado em liberdade na última sexta-feira

Henrique Gimenes - 08/02/2019 18h25

Ex-governador do Paraná, Beto Richa Foto: Orlando Kissner/ ANPr

O Ministério Público Federal (MPF) decidiu recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) de uma decisão que tirou da prisão o ex-governador do Paraná, Beto Richa. Na última sexta-feira (1º), o ministro João Otávio de Noronha, presidente do STJ, aceitou um pedido de habeas corpus do político.

No recurso, apresentado na segunda-feira (4) e divulgado nesta sexta-feira (8), o MPF pede que a decisão que libertou Richa seja analisada pelo ministro relator do caso ou pela Sexta Turma do STJ.

Richa estava preso desde o último dia 25, quando foi deflagrada a 58ª fase da Operação Lava Jato. A investigação apura supostos crimes na concessão de rodovias do estado. A Lava Jato também denunciou o ex-governador por corrupção passiva, pertencimento à organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Em sua decisão, Noronha considerou que não havia motivos para um nova prisão do ex-governador do Paraná porque os fatos atribuídos a ele se referiam ao período entre 2011 e 2012.

Na mesma decisão, o ministro também concedeu um salvo-conduto que impede Beto Richa e o irmão José Richa Filho, conhecido como Pepe Richa, ex-secretário estadual, de serem presos mais uma vez no âmbito da mesma operação, a não ser que haja motivo concreto previsto em lei.

Leia também1 Após decisão do presidente do STJ, Beto Richa é solto
2 MPF investiga anulação de multa ambiental de Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.