Leia também:
X Justiça decide que Funai deve proteger índios isolados no AM

MP: Vítimas de João de Deus tinham entre 9 e 67 anos

Órgão informou que trabalha com 255 casos contra o médium

Henrique Gimenes - 21/12/2018 22h00

O médium João de Deus Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Membros do Ministério Público de Goiás (MP-GO) informaram, nesta sexta-feira (21), que as idades das vítimas que afirmaram terem sido abusadas pelo médium João de Deus varia entre 9 e 67 anos. O órgão informou ainda que recebeu 596 denúncias contra o religioso no total.

De acordo com o promotor Luciano Meireles, no entanto, o número não representa realmente o número de vítimas que foram abusadas. Ele informou que o MP trabalha com 255 casos. Destes, 23 informaram que tinham entre 9 a 14 anos, 28 disseram ter entre 15 a 18 anos e 70 apontaram a idade entre 19 a 67 anos.

– Ter mais de 590 mensagens não quer que haja 590 vítimas. Nós apuramos o conteúdo dessas mensagens e hoje o patamar de supostas vítimas, de potenciais vítimas é de 255. O MP-GO trabalha com o número de 255 vítimas em potencial – explicou.

O promotor informou ainda que 112 casos já teriam prescrito e não podem mais gerar um processo, já que João de Deus tem mais de 70 anos de idade. O MP já ouviu, até o momento, 75 vítimas do médium. Meireles disse que, mesmo com a prescrição, é importante ouvir todos os relatos.

– Já vimos possibilidade de prescrição de 112 crimes. Isso porque ele tem hoje mais de 70 anos e o prazo de prescrição corre pela metade, portanto não 20 anos como prevê a lei, mas sim 10. Mesmo assim, é imprescindível que todos sejam ouvidos porque valem como prova e vemos semelhanças nesses relatos para dar mais consistência aos casos – apontou.

Até o momento, João de Deus foi indiciado por um caso de violação sexual mediante fraude.

As vítimas podem enviar os relatos de abuso para o e-mail denuncias@mpgo.mp.br.

Leia também1 Polícia Civil de Goiás indicia o médium João de Deus
2 Deputado evangélico lamenta episódio de João de Deus

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.