Leia também:
X PM prende homem que atirou no cunhado e acertou a própria mãe

Motorista de app é espancada e jogada no rio por assaltantes

"A saída que eu tive foi me fingir de morta", conta a vítima

Monique Mello - 26/07/2021 16h35 | atualizado em 26/07/2021 17h05

Marcia Angola sobreviveu ao ataque de quatro homens Foto: Reprodução

A motorista de transporte por aplicativo Marcia Angola, de 40 anos, foi espancada neste sábado (24), enquanto realizava uma corrida para quatro homens que se passaram por clientes em Tangará da Serra, Mato Grosso. Marcia decidiu se fingir de morta justamente para não morrer pelas mãos dos criminosos.

– Eles me chamaram por aplicativo, e paramos em uma esquina onde disseram que buscariam uma pessoa. Mas essa pessoa não existe, e então anunciaram o assalto – contou a trabalhadora.

Marcia afirmou que foi jogada no banco traseiro do veículo com o rosto vendado. Os homens estavam supostamente interessados no carro dela e em dinheiro. No entanto, eles teriam se irritado após a vítima tentar tirar a venda, e começaram a espancá-la.

– Em determinado momento, eu puxei a venda, e acho que foi isso que os irritou. Começaram a me bater, me deram murros e diziam que iam me enforcar e matar. A saída que eu tive foi [me] fingir de morta – relatou.

Os ladrões conduziram o veículo até a ponte do Rio Sepotuba e, com medo de serem vistos, jogaram a motorista na água.

– Quando eu caí, só lembro que pedi a Deus para que eu caísse na água, porque, se caísse na terra, eu tinha morrido. Eu afundei e, quando voltei à superfície, vi que eles estavam olhando. Eu continuei quieta e afundei de novo, deixei a água me levar rio abaixo, fui tentando me equilibrar, meio que boiando, pois não sabia nadar e não podia ir para o fundo – contou a vítima.

Ao perceber que os ladrões tinham ido embora, Marcia conseguiu sair da água e pedir socorro aos moradores de um sítio nas proximidades. Ela foi encaminhada para atendimento médico em seguida.

Os criminosos fugiram com o veículo até o município de Nova Olímpia, onde furtaram uma relojoaria levando dois celulares, relógios e correntes de ouro. Em seguida, os quatro meliantes foram detidos. De acordo com a Polícia Militar, a arma utilizada para cometer o assalto era de brinquedo.

 

Leia também1 PM prende homem que atirou no cunhado e acertou a própria mãe
2 No MT, policial morre após ser espancado por 2 homens em loja
3 Mulher é presa no DF após esfaquear testículos de vizinho
4 Homem envolvido em incêndio na estátua de Borba Gato é solto
5 Safadão nega acusação de abuso infantil envolvendo pastor

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.