Leia também:
X Presidente da OAB critica proposta de gravar conversas

Mostra cancelada em Porto Alegre será exibida no Rio

Santander disse, ao cancelar a exibição, que obras desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas

Henrique Gimenes - 23/09/2017 17h47 | atualizado em 25/09/2017 15h20

Mostra Queermuseu, cancelada pelo Santander, será exibida no Museu de Arte do Rio de Janeiro Foto: Divulgação

A mostra cultural “Queermuseu – cartografias da diferença na arte da brasileira”, que foi cancelada pelo Santander Cultural em Porto Alegre no dia 11, será exibida no Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR). A informação foi dada neste sábado pelo colunista Ancelmo Gois e confirmada pelo jornal O Globo. O MAR deverá se pronunciar sobre o assunto no começo da próxima semana.

Cercada de polêmicas, a instituição resolveu cancelar a exibição por entender que “desrespeitava símbolos, crenças e pessoas, o que não está em linha com a nossa visão de mundo”. A mostra “Queermuseu” continha obras de Alfredo Volpi, Cândido Portinari e outros 83 artistas sobre diversidade. A exposição tinha duração prevista até o dia 8 de outubro.

O Movimento Brasil Livre (MBL) acusou a exibição de fazer apologia à pedofilia e zoofilia. O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) chegou a discutir com o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), no plenário da Câmara dos Deputados, após a interrupção da exibição. Os deputados Arolde de Oliveira (PSC-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) apoiaram o deputado Feliciano. Diversos movimentos artísticos e sociais ainda acusaram o cancelamento da mostra como censura.

Ainda não há uma data confirmada para a mostra chegar ao Rio de Janeiro. Segundo a publicação, o diretor cultural do museu, Evandro Salles, confirmou negociações para trazer a mostra para o Rio de Janeiro e afirmou haver “um interesse mútuo” em sua exibição na cidade.

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.