Leia também:
X Presidente Jair Bolsonaro batiza novos caças F-39 Gripen da FAB

Morre menina imprensada por carro alegórico antes de desfile

Raquel Antunes, que havia tido perna amputada após o acidente, sofreu hemorragia interna e não resistiu

Thamirys Andrade - 22/04/2022 13h11 | atualizado em 22/04/2022 13h39

Morre menina de 11 anos atropelada por carro alegórico no Rio
Acidente ocorreu no primeiro dia de desfiles na Sapucaí Fotos: Joao Gabriel Alves/Agencia Enquadrar/Agencia O Globo | Arquivo Pessoal | Reprodução TV Globo

A menina de 11 anos que foi imprensada por um carro alegórico da escola de samba Em Cima da Hora, no Rio de Janeiro, não resistiu às complicações do acidente e morreu, no começo da tarde desta sexta-feira (22).

Segundo funcionários do Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio, Raquel Antunes da Silva sofreu hemorragia interna. As informações são do portal G1.

A criança estava internada na Unidade de Terapia Intensiva em estado grave e já havia passado por uma cirurgia delicada de 6 horas na quinta-feira (21). Ela precisou ter uma das pernas amputadas durante o procedimento. Raquel também sofreu traumatismo no tórax, parada cardíaca e respirava com ajuda de aparelhos.

Grávida, Marcela Antunes, mãe da menina, foi informada sobre o óbito pela tia da criança, que acompanhou o caso do hospital. A mãe havia sido levada para casa no dia anterior, após passar mal e até mesmo desmaiar ao visitar a filha na unidade de saúde.

De acordo com Marcela, a família estava em uma lanchonete próxima ao Sambódromo quando Raquel se distanciou dos parentes para admirar os carros alegóricos. A garota subiu em um dos veículos enquanto ele ainda estava parado, na rua Frei Caneca. Quando o carro começou a se locomover por uma via estreita, ela acabou tendo as duas pernas esmagadas contra um poste.

Em parecer nesta quinta-feira, o MP se manifestou dizendo que houve violação das normas de segurança por parte das escolas de samba. A entidade afirma que havia encaminhado um documento com antecedência destacando a necessidade de segurança na dispersão dos carros alegóricos.

A Justiça do Rio de Janeiro, por sua vez, determinou que todas as escolas de samba da cidade realizem escolta de seus carros alegóricos no trajeto entre a Sapucaí e os barracões. Também pediu o reforço da Polícia Militar e da Guarda Municipal nas ruas próximas à Marquês de Sapucaí.

Leia também1 MP diz que desfiles na Sapucaí violaram normas de segurança
2 Justiça do Rio determina escolta a carros alegóricos após acidente
3 Desfiles: Menina perde perna em acidente com carro alegórico
4 Sapucaí: Grávida, mãe está em choque após acidente da filha
5 Cantora Aline Borel é achada morta com marcas de tiros

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.