Leia também:
X Ministros do governo Bolsonaro acompanham o leilão da Cedae

Moraes pede ao TSE informações para inquérito das fake news

Ministro quer apurar se partidos pagaram empresas suspeitas de espalhar notícias falsas

Pleno.News - 30/04/2021 16h18 | atualizado em 30/04/2021 17h15

Ministro Alexandre de Moraes Foto: STF/Rosinei Coutinho

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que envie informações sobre a existência de pagamentos declarados por candidatos e partidos nas eleições de 2018 e 2020 sobre o pagamento feito a determinadas empresas de tecnologia.

No total, são seis companhias suspeitas de divulgar notícias falsas e promover impulsionamento em redes sociais.

O pedido de Moraes foi feito nesta quinta-feira (29) no chamado inquérito das fake news, que investiga notícias falsas e ataques contra os ministros do STF.

Em sua solicitação, o ministro apontou que várias empresas foram oficiadas a prestar informações, mas que as respostas dadas por elas não foram suficientes para atestar uma suposta ilegalidade.

O ministro também solicitou ao Tribunal de Contas da União (TCU) que aponte se essas seis empresas receberam pagamentos de órgãos públicos.

Moraes ainda pediu que o ministro Luis Felipe Salomão compartilhe informações sobre Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes) sobre a campanha eleitoral de 2018 do presidente Jair Bolsonaro, que apuraram um suposto disparo em massa de notícias falsas pagas por apoiadores.

Leia também1 Jair Bolsonaro defende o voto impresso auditável no Brasil
2 STF aprova lista tríplice para vaga que será aberta no TSE
3 CPI quer informação de passeios de Bolsonaro na pandemia
4 Clube Militar critica STF e CPI: "O Poder das Trevas no Brasil"
5 Renan: 'Quem não foi aliado do vírus não deve se preocupar'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.