Leia também:
X TSE dá 5 dias para Jair Bolsonaro explicar vídeo contra urnas

Monique Medeiros volta a ocupar cargo público no Rio de Janeiro

Ela é servidora do município

Pleno.News - 22/01/2023 20h05 | atualizado em 23/01/2023 11h19

Monique Medeiros Foto: TJRJ/Brunno Dantas

Monique Medeiros, acusada pela morte do filho, voltou a ocupar um cargo na Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Ela é servidora do município e, em dezembro de 2022, recebeu salário de R$ 3,1 mil por exercer uma função administrativa na secretaria. As informações são da coluna de Ancelmo Gois, do Jornal O Globo.

A Secretaria Municipal de Educação emitiu nota sobre a situação de Monique.

– A orientação jurídica recebida pela Secretaria Municipal de Educação foi de que como a servidora foi solta pelo Superior Tribunal de Justiça e ainda não houve sentença condenatória, não há como a servidora concursada ser afastada e ter sua remuneração suspensa, razão pela qual ela retornou ao trabalho, em função administrativa no almoxarifado da Secretaria – diz o texto.

O filho de Monique, Henry Borel, morreu em março de 2021 quando tinha 4 anos de idade. Ela estava de licença desde abril de 2021, quando foi presa preventivamente.

Em agosto de 2022, Medeiros conseguiu o direito de responder ao processo em liberdade. Ela e o ex-vereador Dr. Jairinho serão julgados pelo II Tribunal do Júri.

Leia também1 Sertanejo Zé Neto passa mal, e show é cancelado no RN
2 Deputado se torna réu por suposta publicação homofóbica
3 USP: Vítimas de golpe tentarão parceria para formatura
4 Menina de 5 anos morre ao levar soco do pai por urinar no chão
5 Bebê nasce com mais de 7 quilos e é considerado o maior do Amazonas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.