Leia também:
X Ministro afirma que vai indicar militares que fiscalizarão urnas

Ministério da Justiça realiza operação contra pirataria digital

Policiais civis de 11 estados cumprem mandados contra suspeitos de realizar transmissões ilegais de conteúdo na internet

Paulo Moura - 21/06/2022 08h29 | atualizado em 21/06/2022 09h07

Ministério da Justiça realiza operação contra pirataria digital Foto: Pixabay

O Ministério da Justiça e Segurança Pública iniciou, na manhã desta terça-feira (21), mais uma edição da Operação 404, que tem como alvo a pirataria digital. Ao todo, policiais civis de 11 estados cumprem mandados de busca e apreensão contra suspeitos de realizar transmissões ilegais de conteúdo na internet.

De acordo com o Ministério da Justiça, a operação acontece nos estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Além disso, os trabalhos desta terça também contam com a colaboração das embaixadas dos Estados Unidos e do Reino Unido no Brasil.

Na ação, os policiais civis realizam bloqueio de sites e aplicativos de streaming pirata, remoção de perfis e páginas das redes sociais, e exclusão dos conteúdos nos buscadores na internet. O Ministério da Justiça informou que os investigados capturavam o sinal de canais de televisão fechada e cobravam para repassá-los para assinantes do serviço de pirataria.

Os investigados na operação podem responder pelo crime de violação de direito autoral. A pena é de reclusão, de dois a quatro anos, além de multa para quem distribui o conteúdo para obter lucro. O número que batiza a operação, 404, faz referência ao código de resposta na web para indicar que uma página não foi encontrada ou está indisponível.

Leia também1 Ministro afirma que vai indicar militares que fiscalizarão urnas
2 Integrante do PCC é localizada e presa após se vacinar
3 Fachin: "Justiça Eleitoral está preparada para conduzir as eleições de forma limpa e transparente"
4 Barroso prorroga inquérito sobre senador Chico Rodrigues
5 Justiça de SP desbloqueia bens do ex-governador Alckmin

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.