Leia também:
X Liberdade de imprensa sofre queda no Brasil, aponta órgão

Militares reformados atuarão em escolas do Rio de Janeiro

Governo decidiu aplicar medida após massacre em Suzano

Jade Nunes - 18/04/2019 08h32

Escolas seguem sem aula nesta segunda-feira Foto: GERJ/André Gomes de Melo

Após o massacre em uma escola de Suzano, que terminou com dez mortos, o governo do Rio de Janeiro decidiu contratar mil militares reformados para os quadros da rede estadual de ensino.

Os agentes ficarão nas portarias de escolas, desarmados, a fim de evitar que alunos entrem armados nas unidades. Também irão atuar na mediação de conflitos.

A medida faz parte do Programa Cuidar, lançado nesta quarta-feira (17) pelo governador Wilson Witzel, que contará ainda com 45 policiais militares. Eles farão rondas pelos colégios em dez veículos e 20 motocicletas.

O projeto, que deve entrar em vigor no segundo semestre, custará R$ 40 milhões por ano. O valor sairá do orçamento da educação.

Leia também1 Polícia Civil prende suspeito de integrar milícia no RJ
2 Notre-Dame arrecada R$ 2,6 bi e Museu Nacional R$ 1,1 mi
3 Polícia identifica suposto dono de prédios na Muzema

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.