Leia também:
X Manaus: Mourão diz que governo federal faz ‘além do que pode’

Militar da Marinha morto em assalto era cantor evangélico

Israel Corrêa fazia parte de um grupo gospel com amigos. Família disse que perdoa os criminosos

Thamirys Andrade - 15/01/2021 12h03 | atualizado em 15/01/2021 12h29

militar da marinha morto em tentativa de assalto, israel corrêa era cantor evangélico
Somos Maranata Louvor Foto: Reprodução

O militar da Marinha, Israel Corrêa, que foi morto por dois bandidos em tentativa de assalto em Madureira na quarta-feira (13), era muito ligado à fé cristã. Compositor e cantor evangélico, ele participava de um grupo gospel chamado Somos Maranata Louvor, e era membro da Assembleia de Deus de Marechal Hermes. Ele viveu seus 28 anos em prol de sua família, de sua fé e de sua carreira como militar.

– Era um músico de mão cheia, guitarrista, tocava violão. Ele compôs uma música no ano passado, nós [a] gravamos e colocamos no Youtube. Vai ficar eternizado como homenagem a ele, e é o legado que ele deixa para gente. Uma pessoa amorosa e muito gente boa – afirmou o primo, Wilson Leal, baterista do grupo.

FAMÍLIA DIZ QUE PERDOA OS CRIMINOSOS
Seguidores dos ensinamentos de Jesus, a família de Israel, que esteve na manhã desta quinta-feira no Instituto Médico Legal (IML) para reconhecer o corpo, disse que perdoa os criminosos apesar da dor da perda. Israel Corrêa era filho único.

– A família perdoa; a família ama. A família tem seus ideais com base naquilo que ensina a Palavra de Deus. Esperamos que essas pessoas se voltem para Deus e passem a encontrar a paz. É isso que nós temos como objetivo. Não temos rancor ou ódio. Fica a tristeza pelo filho maravilhoso que Israel sempre foi – lamentou o pai, Marcelo Correa.

– A gente fica preocupado com [a] Covid, com outras coisas, mas uma barbaridade dessa a gente jamais espera que vai acontecer com alguém próximo de nós. Com a fé que temos em Cristo, a gente fica chateado, mas pedimos a Deus para que quem cometeu essa ação possa ter a oportunidade de se regenerar – disse também o primo, Wilson Leal.

Israel saía do curso de formação para Sargento, no Centro de Instrução Almirante Alexandrino, na Penha, quando foi abordado por dois bandidos em uma moto na Avenida Ministro Edgar Romero, na noite de quarta-feira. Ele se assustou com os criminosos e acabou atingido por um tiro, morrendo no local. Outros dois amigos que estavam de carona no banco traseiro do Renault Duster Preto não foram feridos.

Os assaltantes seguem foragidos, e a polícia busca informações que ajudem na identificação dos suspeitos. O Disque Denúncia recebe informações anônimas por meio do telefone (21) 2253-1177 e via aplicativo. Já o Portal dos Procurados pode ser contatado via Whatsapp (21 98849-6099) ou mensagens privadas no Facebook e Twitter.

Leia também1 Militar da Marinha é morto em tentativa de assalto no Rio
2 Após morte de Maguito Vilela, pastor da Universal assume
3 Pr. Jorge Linhares fala sobre recuperação e agradece orações
4 Nani Azevedo diz que está se recuperando: "Deus no controle"
5 Michelle se solidariza com irmã de empresário assassinado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.