Leia também:
X Bolsonaro sobre Ford: ‘Perdeu para a concorrência, lamento’

Menino de 11 anos sofre infarto e morre durante brincadeira

Avô da criança informou que ele estava acima do peso, mas que era muito ativo

Pleno.News - 12/01/2021 14h50 | atualizado em 12/01/2021 17h37

Menino tinha 11 anos e morreu após sofrer um infarto Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (11), um menino de 11 anos morreu após sofrer um infarto enquanto brincava com os primos. O caso aconteceu na cidade Luís Correia, no Piauí. A informação foi dada pelo portal G1.

Ao veículo de imprensa, o avô do menino, Carlitus Machado, secretário de administração do município, informou que Arthur Valentim estava acima do peso, mas que era uma criança ativa.

– Está sendo muito difícil. Muito mesmo! Era um menino muito ativo. Ele estava com sobrepeso, e a gente estava tentando diminuir [o peso dele]. Mas ele não tinha problemas de saúde. Fazia muita atividade física. Quando foi ontem, de tarde, ele sofreu esse infarto – explicou.

O avô do menino contou ainda que Arthur brincava com outros crianças quando passou mal, em um sítio distante do centro da cidade. Na ocasião, Arthur estava com outras crianças, que demoraram a chamar um adulto para socorrê-lo. O menino chegou a ser levado para o hospital, mas acabou não resistindo.

– A médica que atendeu ele disse que o socorro demorou; que, se tivéssemos levado ele antes ao hospital, poderiam ter reanimado ele. Mas, quando chegou ao hospital, [isso] já não foi mais possível – ressaltou o avô.

Arthur e o avô, Carlitus Machado

Leia também1 Polícia mata oito criminosos em confronto com membros do PCC
2 Justiça obriga mulher evangélica a manter nome de santa católica
3 Tentativa de fuga de líder do PCC tem tiroteio e sequestro policial
4 Grávida, ex-miss é presa por forjar o próprio sequestro
5 RJ: Governador visita centro de produção da vacina, na Fiocruz

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.