Leia também:
X Escolas de São Paulo terão 4 períodos de férias por ano

Menina cai em gasolina e tem 80% do corpo queimado

Tentativa de roubo de combustível causou vazamento, que atingiu casas

Ana Luiza Menezes - 26/04/2019 16h17 | atualizado em 26/04/2019 16h41

Ana Cristina Pacheco Luciano tem 9 anos Foto: Arquivo Pessoal

Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, uma menina foi parar na UTI de um hospital após cair em uma poça de gasolina. Ela foi vítima de um vazamento do combustível provocado por uma tentativa de roubo em um duto na Transpetro.

A gasolina estava em estado bruto e fez com que a garota ficasse com 80% de seu corpo queimado. Ela está internada em estado grave no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. Ao jornal Extra, a mãe dela comentou o desespero de ter visto sua filha em agonia.

– Acordei com combustível jorrando por toda a parte. Aquele vapor invadiu meu nariz, não conseguia respirar. Segurei minha filha e tentei fugir com ela. (…) A gente não conseguia respirar, era uma ânsia de vômito porque o combustível tomou conta do organismo, então nisso ela perdeu o ar e caiu. Fiquei desesperada e não pude fazer nada. Até agora não sei o que provocou isso, um vazamento que queimou árvores, matou meus bichos e trouxe minha filha para a UTI. Espero que que ela saia bem dessa – disse.

O oleoduto fica no bairro Parque Capivari. A tentativa de roubo aconteceu na madrugada desta sexta-feira (26). Por causa do forte cheiro do produto, moradores tiveram que ser retirados de suas casas com a ajuda do Corpo de Bombeiros. Foi durante a correria, que a menina acabou caindo no produto químico.

Ao todo, cinco pessoas foram socorridas. Duas vítimas já foram liberadas e passam bem, mas outras três seguem no hospital. Uma delas é a pequena Ana Carolina Pacheco.

A criança é a única em estado grave. Outros dois homens, Antônio Martins da Silva, de 53 anos, e Olavo Pacífico dos Santos, de 51, estão recebendo tratamento médico, mas apresentam quadro de saúde estável. Olavo é funcionário da Transpetro e teve que ir até o lugar do vazamento para tentar conter a gasolina.

Jatos do combustível afetaram quatro casas da região. Um cachorro da família de Ana Carolina acabou morto após sofrer intoxicação. A menina já foi operada para retirar a pele queimada e se encontra enfaixada, respirando com ajuda de aparelhos. Segundo a mãe, é possível que os médicos façam outro procedimento cirúrgico, uma vez que a garota não está reagindo aos medicamentos.

Leia também1 Escolas de São Paulo terão 4 períodos de férias por ano
2 Evangélicos acampam em ponte e evitam 16 suicídios
3 Bebê gigante nasce com 5kg no MS e choca os médicos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.