Leia também:
X Kajuru dá chilique: “Me tiraram da CPI do Covid”

‘Mamãe, eu te atrapalho?’, Henry questionou após agressão

"O tio disse que eu te atrapalho", acrescentou o menino, em videochamada com a mãe

Thamirys Andrade - 15/04/2021 12h52 | atualizado em 15/04/2021 13h55

Monique Medeiros e o filho, Henry Borel, morto no dia 8 de março Foto: Reprodução

Em depoimento à polícia, uma das profissionais que atendeu Monique Medeiros no salão de beleza, no dia 12 de fevereiro, narrou a conversa que presenciou entre Henry, a mãe do menino e a babá dele por videochamada, após a suposta agressão que Henry sofreu de Dr. Jairinho.

De acordo com a cabeleireira, o menino perguntou se ele atrapalhava a mãe, após narrar a violência do padrasto.

– Mamãe, eu te atrapalho? O tio disse que eu te atrapalho – Henry teria dito a Monique e ouvido a mãe dizer “não, de forma alguma”.

Em seguida, o menino pediu que a mãe voltasse para casa e acrescentou: “O tio bateu”, ou “o tio brigou”.

Posteriormente, a babá Thayna de Oliveira filmou a criança mancando.

A funcionária do salão de beleza contou ainda que, depois da chamada de vídeo com o filho, Monique ligou para Jairinho e brigou com ele aos gritos.

– Você nunca mais fale que meu filho me atrapalha, porque ele não me atrapalha em nada – teria dito a mãe de Henry.

Monique ainda teria dito que, caso o namorado demitisse a babá, ela iria embora de casa.

– Você não vai mandar ela embora, porque, se ela for embora, eu vou junto, porque ela cuida muito bem do meu filho. Ela não fez fofoca nenhuma. Quem me contou foi ele – acrescentou Monique.

Após outra fala de Jairinho, Monique teria disparado: “Quebra, pode quebrar tudo. Você já está acostumado a fazer isso”.

Depois da conversa com o namorado, Monique perguntou à profissional do salão se ela sabia de algum lugar no shopping que vendesse câmeras e recebeu direcionamento de ir até uma loja de eletrodomésticos.

Monique Medeiros e Jairo Souza permanecem presos, acusados de envolvimento na morte do menino Henry, de 4 anos. Ele faleceu no último dia 8 de março, vítima de 23 lesões provocadas por “ações contundentes”, segundo laudo do IML.

Leia também1 Empregada revela que Monique dava ansiolíticos para Henry
2 Caso Henry Borel: Advogado deixa a defesa de Dr. Jairinho
3 'Presunção de inocência': Justiça nega afastar Jairinho da Câmara
4 Diretor de presídio se demite após denúncia de privilégios a Jairinho e Monique
5 Jairinho abraçou Henry antes de levá-lo ao quarto e agredi-lo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.