Leia também:
X Donos de convênio poupado na CPI da Covid doam quantia ao PT

Mais de 35 mil crianças de até 13 anos foram estupradas em 2021

Segundo levantamento, 85,5% são meninas e 14,5% são meninos. Dados são do Fórum Brasileiro de Segurança Pública

Gabriel Mansur - 27/06/2022 11h22 | atualizado em 27/06/2022 11h50

Mais de 35 mil crianças e adolescentes foram estuprados em 2021 Foto: Pixabay

Ao menos 35.735 crianças e adolescentes, de zero a 13 anos, foram estuprados no Brasil no ano passado. Os dados foram apresentados por meio de um levantamento inédito do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, feito a pedido do Instituto Liberta.

Na maioria dos casos, as vítimas tinham algum tipo de vínculo com o criminoso. A pesquisa quantificou os abusos da seguinte forma: 40% dos crimes foram cometidos por pais ou padrastos; 37% por primos, irmãos ou tios; e quase 9% por avós.

Ainda de acordo com a pesquisa, 85,5% das crianças e adolescentes vítimas de estupro de vulnerável foram meninas; outros 14,5% foram meninos.

– Se a gente lembra do fato de que são mais de quatro meninas de menos de 13 anos estupradas por hora, que o Brasil por ano tem mais de 21.600 meninas que ficam grávidas antes dos 14 anos de idade, a gente vai ter certeza de que este não foi o único caso que aconteceu e precisamos falar disto – destaca Luciana Temer, presidente do Instituto Liberta.

O levantamento foi feito em meio a casos de estupro e estupro de vulnerável que repercutiram nacionalmente. No início da semana passada, o The Intercept, em parceria com o Portal Catarinas, noticiou que uma menina de 11 anos teria sido impedida de realizar um aborto legal após ter sido vítima de estupro.

As investigações apontaram, no entanto, que ela havia tido uma relação sexual com o filho de seu padrasto, um adolescente de 13 anos, de forma consensual. Posteriormente, ela também conseguiu realizar o procedimento abortivo.

No último sábado (25), outro caso veio à tona. A atriz Klara Castanha relatou, em carta aberta nas redes sociais, que entregou um bebê à adoção após ser vítima de estupro e engravidar. O episódio ficou nos trending topics do Twitter durante o final de semana e gerou reportagem no Fantástico.

Leia também1 SC: Deputada reúne assinaturas para instalar “CPI do Aborto”
2 Mãe de menina impedida de abortar diz que filha foi exposta
3 Klara Castanho revela que engravidou após estupro
4 Vítima de estupro, menina de 11 anos aborta gêmeos no Piauí
5 Criança engravida, e padrasto é suspeito por parecer com bebê

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.