Leia também:
X Moro: “Não importa a cor do gato, desde que pegue o rato”

Mais de 30 gatos aparecem mortos em condomínio no Rio

Suspeita é de que animais foram envenenados

Paulo Moura - 12/02/2020 12h01 | atualizado em 12/02/2020 14h05

Gatos são tema de conflito entre moradores em condomínio no Rio Foto: Reprodução/TV Globo

Cerca de 30 gatos apareceram mortos em um condomínio na Gávea, Zona Sul do Rio de Janeiro, e a principal suspeita é de que a causa seja envenenamento. As mortes aconteceram após discussões entre os moradores sobre a permanência dos animais. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Os animais em questão vivem em uma área de mata junto ao condomínio há vários anos e começaram a aparecer mortos desde o fim do mês de janeiro. Por conta da discordância de alguns condôminos sobre a continuidade dos gatos no local, eles frequentemente são assunto de discussões entre os vizinhos.

O síndico do prédio, Felipe Ribeiro, afirmou que o condomínio já buscou ajuda das autoridades para tentar resolver a situação e mediar o conflito entre os moradores.

– Depois de uma sucessão de reclamações que o condomínio vem recebendo, nós procuramos os órgãos cabíveis dentro da prefeitura para que viessem ao condomínio, para nos auxiliar em ainda mediar esse conflito entre os moradores. O nosso objetivo é fazer com que essa convivência seja harmoniosa – disse.

A Subsecretaria de Bem-estar Animal (Subem) do Rio de Janeiro afirmou, porém, que os gatos não poderiam ser retirados da área e a partir disso as primeiras mortes começaram a aparecer.

Alguns moradores então procuraram a polícia para registrar queixa em razão do fato. A delegacia da Gávea informou que está investigando o fato e que, após a perícia feita no condomínio, já solicitou exames para determinar a causa das mortes.

Leia também1 Laudo comprova que porteiro mentiu sobre Bolsonaro
2 Polícia Civil investiga Pyong Lee por assédio no BBB 20
3 Polícia prende jovem suspeita de atear fogo em motoboy

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.