Leia também:
X ONG faz ato contra violência de animais na Av. Paulista

Mais de 200 mulheres acusam João de Deus de assédio sexual

Ele também é acusado de estupro pela própria filha e de abuso durante sessões espirituais

Camille Dornelles - 11/12/2018 11h50

Médium João de Deus é acusado de abusar sexualmente de clientes durante limpeza espiritual Foto: Reprodução/Twitter

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) confirmou, nesta terça-feira (11), que recebeu mais de 200 denúncias de mulheres contra o médium João de Deus. O número de acusações cresceu vertiginosamente depois que 25 mulheres relataram abusos e assédios sexuais em apenas 48 horas.

O médium foi acusado de estupro pela própria filha, segundo o portal O Antagonista. Há casos desde a década de 80 até outubro deste ano. Todas as mulheres afirmam que sofreram os assédios durante sessões de limpeza espiritual.

O MP liberou uma das denúncias recebidas, de uma mulher que teria sofrido um abuso em 1995, aos 22 anos. A denúncia foi enviada por meio de carta e o nome da vítima não foi revelado.

– Eu fiquei em estado de choque, sabia que aquilo não podia estar certo (…) Minha vontade era de sair correndo e gritando, com todas as minhas forças. Mas não consegui fazer nada. Minha vida sexual nunca mais foi a mesma. Esse João de Deus pôs um fim a uma vida sexual prazerosa para mim. Ele tem que ser parado e pagar por tudo o que fez comigo e com todas as vítimas dele – declara um trecho da carta.

Leia também1 Filha de João de Deus o acusa de estupro e move ação
2 Renan Calheiros defende João de Deus: "Patrimônio nosso"
3 Igreja indeniza vítimas de pedofilia de ex-padre chileno

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.