Leia também:
X Incendiário de Borba Gato: “Foi só para abrir um debate”

Mãe que vendeu filha por R$ 200 parcelou valor em duas vezes

Mulher é suspeita de ter vendido outros sete filhos

Gabriela Doria - 28/07/2021 17h09 | atualizado em 28/07/2021 17h38

Mulher é suspeita de ter vendido outros sete filhos Foto: Reprodução

A mulher que foi presa na terça-feira (27), acusada de vender a filha recém-nascida por R$ 200, na cidade de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, parcelou o valor em duas vezes.

Marilza Medeiros da Conceição teria entregado a filha, no ano passado, para conseguir comprar drogas. A vítima foi resgatada pelo Conselho Tutelar da cidade, em abril deste ano.

O juiz Márcio Costa Dantas, da 2ª Vara de São Pedro da Aldeia, determinou que a compradora da menina, Elizângela da Silva Pacheco, de 42 anos, preste serviço comunitário por seis meses. Ela também terá que pagar três salários mínimos à ONG Patotinha da Aldeia, que trabalha com crianças.

Com as penas alternativas, a ação contra Elizângela ficará suspensa por dois anos e, após o cumprimento das penalidades, o caso será arquivado.

A Marilza, que teve 10 filhos, é suspeita de ter vendido outros sete filhos, segundo o delegado Milton Siqueira Júnior, da 125º DP.

Leia também1 Mulher é presa no RJ, acusada de vender a filha por 200 reais
2 GO: Homem é preso suspeito de estuprar a filha de 10 anos
3 Record é condenada por revelar esconderijo de mulher vítima do marido
4 Homem que atirou na mãe obtém liminar para deixar prisão
5 Pai que matou filho no DF ficou ao lado do corpo após o disparo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.