Mãe que jogou bebê na lixeira vai responder por homicídio

Recém-nascida morreu após a queda do sexto andar. Corpo foi encontrado por catador de latinhas

Pleno.News - 12/07/2018 14h58

Menina foi jogada do sexto andar até a lixeira do prédio Foto: Divulgação/Polícia Civil

O Ministério Público de São Paulo denunciou a mãe da bebê recém-nascida encontrada em uma lixeira na cidade de Santos, em São Paulo. Ana Carolina Moraes da Silva irá responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. As informações foram dadas pelo portal G1. A pena pode chegar a até 30 anos de prisão.

O corpo foi encontrado por um catador de latinhas na cidade de Santos, em São Paulo. A bebê estava em saco preto com lenços umedecidos. De acordo com a Polícia Civil, a mãe teria tentado abortar a neném e, após o nascimento, a sufocou e a jogou ainda com vida do 6º andar do prédio em que mora. A criança morreu devido a um traumatismo craniano após a queda na lixeira do edifício.

Ao veículo, o promotor Fernando Akaoui informou que as tentativas de matar a criança e o meio cruel empregado são os responsáveis por determinar a acusação.

– As qualificações são o motivo torpe, o meio cruel de tentar matar a criança, já que primeiramente ela tentou asfixiar a recém-nascida e, ainda, perfurá-la, e depois o lançamento da bebê, dentro do saco plástico, pelo duto de lixo do prédio, o que causou o traumatismo craniano, motivo da morte – destacou.

O pai da criança também foi denunciado por ajudar Ana Carolina a se esconder. Ele irá responder por favorecimento pessoal.

Ana Carolina Moraes da Silva Foto: Arquivo Pessoal

LEIA TAMBÉM+ Mãe da bebê achada na lixeira disse para ex se livrar do corpo
+ Bebê em lixeira morreu após ser jogado do 6º andar