Leia também:
X PL de impeachment de ministros do STF será discutido hoje na CCJ

Mãe é presa após deixar bebês sozinhos e um deles morrer

Mulher saiu de casa por volta das 22h30 do domingo e só retornou às 10h30 da segunda-feira, quando encontrou um dos filhos bastante roxo

Paulo Moura - 05/05/2021 11h59 | atualizado em 05/05/2021 14h15

Mãe foi presa por deixar filhos gêmeos sozinhos Foto: Reprodução

Uma mulher, cuja identidade não foi revelada, foi presa pela polícia após deixar os dois filhos dela sozinhos em casa e um deles morrer. Os meninos eram gêmeos de apenas nove meses de idade. A Polícia Civil investiga se a criança que morreu era vítima de maus-tratos, já que no corpo dela havia sinais de lesões. O fato aconteceu em Cidade Ocidental, no estado de Goiás.

À polícia, segundo a corporação, a mulher apresentou duas versões do fato até admitir que saiu de casa e deixou os dois filhos sozinhos durante a noite.

De acordo com a delegada Dilamar Castro, responsável pelas investigações, a mãe saiu de casa por volta das 22h30 do domingo (2) e só retornou às 10h30 da segunda-feira (3), quando encontrou um dos filhos bastante roxo e sem respirar.

– Quando ela chegou em casa e viu que o filho estava naquela situação, ela foi para a rua e pediu ajuda a uma pessoa, que foi quem chamou a Polícia Militar. Os policiais tentaram reanimar esse bebê, mas, como não conseguiram, o levaram até o hospital da cidade – contou a delegada.

A delegada afirmou que, assim que os militares chegaram à unidade de saúde, a equipe médica constatou que a criança estava sem vida. Ainda no hospital, conforme a investigadora, a médica responsável pelo atendimento solicitou que o corpo fosse encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), já que havia lesões aparentes, principalmente no rosto do bebê.

– O que o perito concluiu até o momento é que tinha lesões superficiais no corpo desse bebê; algumas provocadas antes da morte, outras próximo da morte e depois da morte também. No entanto, segundo o laudo, a causa da morte pode ter sido um engasgamento, já que na traqueia do menino tinha uma substância pastosa e escura – afirmou.

A mãe já tinha sido denunciada duas vezes ao Conselho Tutelar de Cidade Ocidental. A primeira, em outubro de 2020, por não registrar os nomes dos filhos. A segunda, em abril deste ano, por falta de alimentação e localidade suja na criação das crianças, de acordo com uma investigadora do caso.

Após ser interrogada, a mulher foi autuada em flagrante e presa por abandono de incapaz, com resultado morte. A delegada informou que as investigações seguem com o objetivo de esclarecer o que de fato provocou a morte do menino e se ele era vítima de maus-tratos. O corpo da criança foi encaminhado ao IML de Luziânia (GO). Já o outro bebê está sob os cuidados dos avós paternos.

Leia também1 Conselho do Facebook pede que empresa reavalie veto a Trump
2 PL de impeachment de ministros do STF será discutido hoje na CCJ
3 Assista agora! Nelson Teich é ouvido pela CPI da Pandemia
4 Pai de vítima em creche: "Buraco no peito que nunca vai sarar"
5 Robson deixa a Rússia e será recepcionado por Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.