Leia também:
X A vida pregressa dos ‘supremos’: Ricardo Lewandowski

Mãe de garota agredida por Jairinho: ‘Dever cumprido’

Natasha de Oliveira Machado se sente aliviada porque o vereador foi indiciado pelo crime de tortura

Ana Luiza Menezes - 30/04/2021 20h40 | atualizado em 30/04/2021 20h41

Vereador Dr. Jairinho enfrentará processo de cassação Foto: Agência O Globo/Guito Moreto

Natasha de Oliveira Machado, ex-namorada do vereador Dr. Jairinho, disse que se sente aliviada após o parlamentar ter sido indiciado. Ela é cabeleireira e teve um relacionamento com o político até o ano de 2014.

– Estou com a sensação de dever cumprido. A justiça foi feita. Agora, vamos aguardar para as coisas acontecerem – declarou Natasha ao portal Metrópoles.

Nesta sexta-feira (30), Jairinho foi indiciado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro pelo crime de tortura contra a filha da ex-namorada.

Atualmente, a filha de Natasha tem 13 anos de idade. A menina tinha 4 anos quando era agredida pelo parlamentar. A ex do vereador afirmou que evita reviver a época das torturas.

– Eu prefiro não envolver minha filha nessa história, ela já sofreu demais. Tentamos não reviver o que aconteceu. Evitamos ver televisão e saber das coisas – falou.

Ao saber da morte do menino Henry Borel, filho de Monique Medeiros, que namora Jairinho, Natasha acionou o engenheiro Leniel Borel de Almeida Júnior, pai do garoto. Por meio de uma rede social, ela revelou que sua filha também já tinha sido agredida pelo vereador.

A cabeleireira e a filha foram ouvidas pela Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) e por investigadores da 16ª DP (Barra da Tijuca), que são responsáveis por averiguar a morte de Henry Borel.

A filha de Natasha contou que Jairinho bateu a cabeça dela contra a parede do box de um banheiro. A garota disse ainda que já foi pisada pelo vereador enquanto nadava no fundo de uma piscina.

Leia também1 Jairinho é indiciado por tortura contra filha de ex-namorada
2 Filhos de ex-namoradas de Dr. Jairinho confirmam agressões
3 Dr. Jairinho é transferido para cela coletiva após a quarentena
4 Monique foi orientada a aderir a um "enredo único", diz advogada
5 Avó de Henry a Monique: "Você foi a melhor mãe para seu filho"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.