Logos Hope abre portas ao público do Rio

Cerimônia de abertura teve presença do prefeito Marcelo Crivella

Virgínia Martin - 19/09/2019 20h26

Nesta quinta-feira (19), o navio Logos Hope começou a receber visitação do público. Atracada no Pier Mauá, no centro da cidade, a embarcação tem três semanas para oferecer uma série de programações a bordo, incluindo exposições interativas e a maior livraria flutuante do mundo. E tem percorrido continentes com uma tripulação de 400 pessoas de 60 países. O Logos Hope chegou de Santos (SP) nesta quarta-feira (18) e parte rumo à Vitória (ES) no dia 6 de outubro, seguindo pelo litoral do país até deixar a cidade de Belém (PA) e rumar para o Caribe.

Pela manhã, uma cerimônia marcou a abertura oficial do Logos Hope. O prefeito Marcelo Crivella e a esposa Sylvia Jane Crivella tiveram lugar de honra no evento. O casal recebeu uma homenagem e uma caixa de livros como presente. Conhecendo a ampla seleção de mais de cinco mil títulos da livraria, a primeira dama falou ao PlenoNews sobre sua experiência neste tipo de navio anos atrás, quando teve a oportunidade de visitar o navio Doulos, antecessor do Logos.

– Sou de família evangélica e acho que há cerca de 40 anos, fui visitar o navio Doulos, no Rio de Janeiro. Fiquei fascinada em andar no navio e conhecer tantos livros. E hoje aqui, vejo como tem tanta coisa boa para criança, quanta coisa sadia que distrai, instrui, ajuda no desenvolvimento delas.

Com presença da grande mídia, o auditório do navio esteve lotado e cercado pela tripulação treinada e vestida por trajes de culturas diferentes. Samuel Hills é o comandante do navio, onde vive com sua esposa e duas filhas. O jovem alemão já trabalhou na Marinha Mercante, navegando com navios que transportavam containers.

– Tivemos uma ótima viagem para chegar ao Brasil, sem problemas com vento ou com o tempo.

Benaya Kepler é um dos tripulantes do Logos Hope. Com 19 anos, mora no navio há dois e ainda tem mais um ano de compromisso de trabalho voluntário. O projeto de voluntariado passa por seleção e cada tripulante é responsável por seu próprio sustento a bordo, o que, comumente, é viabilizado por meio de patrocínios e apoio de familiares. Ao PlenoNews, Benaya disse que vai voltar a estudar quando terminar sua missão no Logos Hope.

– Todos no navio somos humanos, e por isso, não somos perfeitos, temos desafios, pois há muitas culturas diferentes. Mas a cada dia temos que ter uma atitude positiva com relação a tudo isso. E viver aqui é uma experiência transformadora.

A bordo, atuam coordenadores do Logos Hope. Hun Park é o chefe geral, uma espécie de prefeito do navio. Em sua atividade, o lema principal é a unidade. Convivendo com pessoas tão diferentes, ele destaca que “todos juntos” é a sua frase preferida. O propósito do Logos Hope é compartilhar conhecimento, prestar ajuda à população, seja em projetos sociais ou de saúde. E, como o nome já diz, o navio leva esperança por todo o mundo e agora ao Rio de Janeiro.

Serviço

Horário de visitação: 10h às 21h (de terça a sábado) e das 14h às 21h (aos domingos)

Entrada: R$5,00 – crianças menores de 12 anos e adultos maiores de 65 anos têm entrada franca

 

 

LEIA TAMBÉM+ Logos Hope faz coletiva de imprensa no Rio
+ Governador Witzel recebe equipe do navio Logos Hope
+ Maior livraria flutuante do mundo passará pelo Brasil


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo