CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Petroleiros fecham acordo e encerram greve de 20 dias

Laudo: Vale sabia de riscos em Brumadinho desde 2003

Relatório foi feito por uma empresa independente

Camille Dornelles - 21/02/2020 18h29

Laudo aponta que Vale sabia de riscos em Brumadinho desde 2003 Foto: Reprodução

De acordo com um relatório divulgado nesta quinta-feira (20) sobre a tragédia em Brumadinho, Minas Gerais, a mineradora Vale sabia de riscos de rompimento na barragem desde 2003. A tragédia aconteceu 16 anos depois. O laudo é assinado por uma comissão independente de investigação que foi contratada pela própria mineradora.

O documento também aponta que não há indícios de que a Vale tenha estudado a retirada das instalações administrativas da área de risco. A ex-ministra do Supremo Tribunal Federal Elle Grace foi a coordenadora da pesquisa.

O rompimento da barragem do Córrego do Feijão, que atingiu a cidade de Brumadinho com uma onda de lama, terminou com 270 mortos. Segundo a comissão, já havia informações sobre a fragilidade da barragem mesmo antes da compra da Ferteco, sua antiga dona, pela Vale.

– Tais informações tornaram-se especialmente relevantes após o rompimento da barragem de Fundão, da Samarco, ocorrido em novembro de 2015 – diz o relatório.

*Folhapress

Leia também1 Petrobras fecha 2019 com lucro recorde de R$ 40 bilhões
2 Empresa vende umidade do ar da Amazônia por R$ 323


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo