Leia também:
X Deputado Osmar Terra anuncia que está com Covid-19

Justiça nega pedido de Witzel para voltar a morar em palácio

Governador afastado alegou perigo de vida e queria retornar ao Palácio Laranjeiras

Henrique Gimenes - 13/11/2020 17h34 | atualizado em 13/11/2020 17h57

Wilson Witzel, governador afastado do Rio de Janeiro Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (13), o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TR-RJ) negou um recurso apresentado pelo governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, para voltar a morar no Palácio Laranjeiras. Após sair do local, Witzel voltou a residir no bairro do Grajaú.

No recurso, a defesa do governador afastado alegou que ele e sua família estão em risco na residência em que moram.

Para o desembargador Antonio Iloizio Bastos, no entanto, a alegação necessita de uma “prova real”, o que não foi apresentada pela defesa de Witzel. Além disso, explicou o magistrado, o problema “poderia ser remediado sem necessariamente o uso e ocupação do Palácio das Laranjeiras”.

O desembargador também ressaltou que o Palácio Laranjeiras deve ser usado exclusivamente pelo governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), e não “por quem não mais chefia por que foi afastado de suas funções”.

Witzel voltou a morar com sua família no Grajaú nesta segunda-feira (9) após o tribunal misto que julga seu pedido de impeachment determinar que ele saísse do Palácio Laranjeiras.

Leia também1 Wilson Witzel ataca Bolsonaro e chama presidente de "azeitona"
2 Toffoli quer "anular" comissão do impeachment de Witzel
3 Witzel sai do Palácio Laranjeiras e volta a morar em casa no Rio
4 Tribunal Misto decide "expulsar" Witzel do Palácio Laranjeiras
5 Impeachment: Defesa de Witzel tem trechos copiados da internet

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.