Leia também:
X Processo penal brasileiro está se tornando um circo, diz Witzel

Justiça nega bloqueio de R$ 26,7 bilhões da Vale por Brumadinho

Justiça afirmou que a mineradora tem cooperado com esforços e recursos em dinheiro na reparação dos danos

Pleno.News - 06/10/2020 14h42 | atualizado em 06/10/2020 14h43

Justiça negou bloqueio de bens da Vale Foto: Reprodução

A 2ª Vara da Fazenda Estadual de Belo Horizonte (MG) negou, nesta terça-feira (6), o bloqueio de R$ 26,7 bilhões nas contas bancárias da Vale, que havia sido pedido por instituições como o Ministério Público e a Advocacia Geral da União.

A alegação foi de que a mineradora causou danos socioeconômicos ao Estado e prejuízo superior a R$ 45 bilhões com o rompimento da barragem de rejeitos da mina do Córrego Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais, em janeiro do ano passado.

Na decisão proferida pelo juiz Elton Pupo, desde um bloqueio anterior de R$ 11 bilhões a Vale tem cooperado ativamente e despendido esforços e recursos em dinheiro na reparação de todos os danos identificados no processo judicial do acidente que matou quase 300 pessoas.

As instituições que pediram o bloqueio dos recursos da mineradora argumentam que o valor da distribuição aos acionistas em 2018, de R$ 26,7 bilhões, poderia ter sido utilizado para dar maior segurança às suas barragens.

*Estadão

Leia também1 Brumadinho: Bombeiros encontram fragmento de corpo
2 Homem destrói homenagem para vítimas de Brumadinho
3 Atriz é criticada por lançar grife inspirada no coronavírus
4 Preços lá em cima! Empresas usam pandemia para lucrar
5 Famílias de Brumadinho se revoltam por bônus da Vale

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.