Leia também:
X Eduardo chama Kataguiri de “papel higiênico da esquerda”

Justiça do Rio julga dois filhos de Flordelis por assassinato

Ex-deputada alega que não teve nenhum envolvimento com o assassinato do marido

Pleno.News - 23/11/2021 16h02 | atualizado em 23/11/2021 16h28

Flordelis Foto: Reprodução/TV Câmara/YouTube

Dois filhos da ex-deputada federal Flordelis dos Santos Souza começam a ser julgados na tarde desta terça-feira (23) pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da ex-parlamentar.

Flávio dos Santos Rodrigues, de 38 anos, e Lucas Cézar dos Santos de Souza, de 20 anos, respondem por homicídio triplamente qualificado: por motivo torpe, usando meio cruel e sem dar chance de defesa à vítima. Eles serão submetidos ao Tribunal do Júri de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, onde o crime ocorreu, em 16 de junho de 2019.

Flávio e Lucas são os primeiros acusados do crime a serem julgados, dois anos, cinco meses e uma semana após o homicídio. Outras dez pessoas, inclusive a própria Flordelis, também respondem pelo mesmo assassinato, mas esses julgamentos ainda não têm data marcada. Ela recorre ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra a acusação.

Filho biológico da ex-parlamentar, Flávio é acusado de ser ter dado os tiros que mataram Anderson. Lucas, que foi adotado por ela, responde por ter supostamente ajudado o irmão na compra da arma usada no crime. O julgamento será presidido pela juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, e deve se estender por dois ou três dias.

Quem vai decidir pela condenação ou absolvição dos dois serão sete jurados. Eles serão sorteados a partir de uma lista de 25 cidadãos, composta pela Justiça. São pessoas comuns, moradoras de Niterói e não necessariamente com conhecimentos jurídicos. Na audiência, 17 pessoas serão ouvidas como testemunhas.

PAI DE ANDERSON ESPERA POR JUSTIÇA
O pai de Anderson do Carmo, Jorge de Souza, chegou ao fórum de Niterói por volta das 12h45. Emocionado, ele afirmou que espera que seja feita justiça. Souza é assistente de acusação, representado pelo advogado Ângelo Máximo.

– Nossa expectativa é de que Flávio finalmente aponte a mãe como mandante do crime – afirmou o advogado.

O filho biológico confessou ter sido autor dos tiros que mataram Anderson do Carmo, em vídeo gravado na delegacia. Depois ele negou o crime e afirmou ter sido obrigado a confessar.

– No vídeo, ele pede água, e um funcionário (da delegacia) pergunta se ele quer gelada ou natural. Como pode depois afirmar que foi torturado, se até a temperatura da água ele pode escolher? – questionou o advogado.

O advogado de Flordelis, Rodrigo Faucz, também foi ao fórum para acompanhar o julgamento. Ele afirmou que nada do que se debata pode envolver sua cliente, que, segundo ele, é inocente.

– Estamos aguardando os recursos ao STJ, para que se faça justiça – disse

Flordelis teve o mandato cassado pela Câmara dos Deputados em agosto de 2020. Desde o início das investigações, ela alega que não teve nenhum envolvimento com o assassinato do marido.

*AE

Leia também1 Filha de Flordelis pede para ser julgada logo, por ter 35 tumores
2 Namorado de Flordelis cogita casamento: "Nos amamos"
3 Justiça nega recurso, e Flordelis e mais 9 enfrentarão júri popular
4 Flordelis tem visita de namorado barrada e está "abatida"
5 Com mais de 50 filhos, Flordelis não teve visitas no 1º mês presa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.