Leia também:
X Janja quer dividir custo da posse de Lula com partidos aliados

Justiça do PR decide que Jorge Guaranho vai a júri popular

Policial penal será julgado por homicídio duplamente qualificado

Paulo Moura - 02/12/2022 09h31 | atualizado em 02/12/2022 10h22

Jorge Guaranho Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

A Justiça do Paraná decidiu que o policial penal Jorge Guaranho, acusado de matar a tiros o tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, no dia 9 de julho deste ano, vai a júri popular por homicídio duplamente qualificado. A sentença foi assinada nesta quinta-feira (1°) pelo juiz Gustavo Arguello, da 3ª Vara Criminal de Foz do Iguaçu.

A defesa de Guaranho chegou a pedir à Justiça que ele não respondesse por crime qualificado, mas o juiz negou o afastamento das qualificadoras. Na decisão, o magistrado atribuiu tanto o motivo fútil quanto o perigo comum para qualificar o crime.

– A qualificadora do perigo comum deve ser admitida. A denúncia descreve que pessoas que “remanesciam na festa tiveram suas vidas expostas à situação de perigo comum produzida deliberadamente pelo tiroteio iniciado pelo denunciado” – diz um dos trechos da decisão.

Arguello também decidiu manter a prisão de Guaranho e negou o pedido feito pela defesa para que o policial penal aguardasse o julgamento em liberdade. Entre as razões para a decisão, o juiz citou a “garantia da ordem pública” e a “particular gravidade do suposto delito em questão”.

Jorge Guaranho é réu por ter matado a tiros o então tesoureiro do Partido dos Trabalhadores em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, na própria festa de aniversário dele, em julho deste ano. O tema da festa era o agora presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Leia também1 Embaixadas dos EUA e Ucrânia recebem cartas-bomba em Madri
2 Petrobras: BTG estima que ações podem cair 40% com Lula
3 EUA: Ator Frank Vallelonga Jr. é encontrado morto em rua
4 Jornalista Oswaldo Eustáquio revela tortura dentro da prisão
5 Deputado critica campanha Ela tem próstata: “Desserviço”

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.