Leia também:
X Patrícia Abravanel elogia Musk: “Será ele o Noé do nosso tempo?”

Justiça de SP condena padre por abuso de ex-coroinhas

Religioso poderá recorrer da decisão em liberdade

Pleno.News - 20/05/2022 18h33

Padre foi condenado por abusar de ex-coroinhas (Imagem ilustrativa) Foto: Pixabay

Em Araras, São Paulo, a Justiça condenou o padre Pedro Leandro Ricardo a 21 anos de prisão por abusos sexuais de dois ex-coroinhas da igreja. Os crimes ocorreram entre 2002 e 2006. As informações são do jornal O Globo.

O padre nega as acusações. Ele poderá recorrer da decisão em liberdade.

O juiz Rafael Pavan de Moraes Filgueira também aplicou um agravante na pena pelo fato de o religioso se valer de sua função para “perpetrar os abusos relatados pelas vítimas”. Segundo o magistrados, as vítimas eram “cuidadosamente escolhidas pelo padre que, ciente do poder reverencial que ostentava, ante a ausência de lar estruturado, assumia o papel de figura paterna, e delas se aproveitava para satisfação de sua lascívia”.

Inicialmente, o padre era acusado de ter abusado de quatro coroinhas, quando era responsável pela Paróquia São Francisco de Assis, em Araras. Porém, a sentença considerou Pedro Leandro Ricardo culpado de dois casos.

A Igreja Católica instaurou um processo canônico sob sigilo para analisar a conduta do religioso. Em março de 2022, o papa Francisco demitiu Leandro do estado clerical, o impedindo de exercer o ministério e celebrar missas.

Pedro Leandro Ricardo se tornou réu em 2020, quando a Justiça ordenou que seu passaporte fosse retido. Ele também ficou proibido de manter contato com as vítimas.

O religioso é defendido pelo advogado Paulo Sarmento, que disse confiar em sua inocência.

Leia também1 Padrasto é preso suspeito de estuprar enteada de 12 anos
2 Por dia, cerca de 100 crianças são estupradas no Brasil
3 Foragido há 5 meses, condenado por mais de 100 estupros é preso
4 Condenado por abusos volta a ser preso por estuprar neta
5 Estudante denuncia tentativa de estupro no campus da USP

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.