Leia também:
X Deputado propõe doação de órgãos de bandidos mortos

Justiça de SP condena homem a mais de mil anos de prisão

Pena foi dada após homem estuprar a enteada 63 vezes

Henrique Gimenes - 14/02/2019 21h25

Menina foi abusada 63 vezes pelo padrasto Foto: Pixabay

Um homem de São Paulo foi condenado a 1.008 anos de prisão após ter estuprado sua enteada repetidas vezes ao longo de cinco anos. A decisão é da Justiça de Fernandópolis, que aplicou a Robson Gonçalves Mantovani uma pena de 16 anos para cada uma das 63 vezes que ele abusou da jovem. As informações foram dadas ao portal G1.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o homem morava com a mãe e a menina em um sítio em Bálsamo. Ele começou a abusar da menina quando ela tinha 6 anos e só parou aos 11, após a mãe terminar o relacionamento com Robson. As 63 vezes que o crime foi praticado são apenas uma estimativa.

A denúncia foi feita por uma tia materna. O homem já está preso e a menina está aos cuidados da avó.

Mesmo com a pena tão alta, a Legislação no Brasil impede que mais de 30 anos de prisão sejam cumpridos. Entretanto, o juiz afirmou na sentença que, caso a condenação seja mantida nas instâncias superiores, ele deverá cumprir o tempo máximo permitido.

Leia também1 Motorista da Uber é preso após abusar de menina de 15 anos
2 RJ: Menina morre após ser atingida por bala perdida

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.