Leia também:
X Noblat volta a ‘passar vergonha’ com mais uma enquete na web

Justiça de SP condena Eustáquio a pagar R$ 20 mil a Boulos

Decisão foi do juiz Emílio Migliano Neto, da 2ª Zona Eleitoral da Capital

Henrique Gimenes - 21/08/2021 19h35

Jornalista Oswaldo Eustáquio Foto: Reprodução

Neste sábado (21), Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) condenou o jornalista Oswaldo Eustáquio a pagar uma multa ao coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Guilherme Boulos. Eustáquio terá que pagar R$ 20 mil por publicar “notícias falsas” contra Boulos, que perdeu as eleições para a Prefeitura de São Paulo em 2020.

A decisão foi do juiz Emílio Migliano Neto, da 2ª Zona Eleitoral da Capital. Ele já havia condenado Oswaldo Eustáquio a ter que pagar uma multa no valor de R$ 15 mil a Boulos por um vídeo publicado em seu canal no YouTube. Na gravação, o candidato pelo PSOL era acusado de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Além da multa, o magistrado havia ordenado a remoção do vídeo e a suspensão pelo YouTube. Eustáquio então recorreu e continuou publicando novos vídeos com as mesmas informações.

Ao decidir pela nova multa, Emílio Migliano Neto manteve seu entendimento anterior e apontou um comportamento reincidente de Oswaldo Eustáquio. O juiz disse “que não é a primeira vez que o representado produz e veicula vídeos em desfavor do candidato Boulos, imputando-lhe fatos delituosos […]. Deste modo, considerando a conduta reiterada do representado, necessário que se estabeleça multa em patamar superior ao arbitrado anteriormente”.

Leia também1 'Lista negra' do STF, TSE e da CPI atinge 50 conservadores. Veja
2 TSE quer zerar receita de canais de conteúdo político na internet
3 CPI aprova quebras de sigilos de donos de sites conservadores
4 Oswaldo Eustáquio dá 'prazo' de 72 horas para Rodrigo Pacheco
5 'Qualquer um de nós pode ser preso por opinião', diz Garcia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.