Leia também:
X General garante que Michelle não pediu remoção de quadros

Justiça de Goiás rejeita habeas corpus a João de Deus

Médium está preso desde domingo após denúncias de abuso sexual

Henrique Gimenes - 18/12/2018 21h10

O médium João de Deus Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

A Justiça de Goiás rejeitou, nesta terça-feira (18), um pedido de habeas corpus feito pela defesa do médium João de Deus. Ele está preso no Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia, suspeito de cometer abusos sexuais contra mulheres.

Com o pedido negado, os advogados do religioso agora pretendem entrar com um novo pedido para que a prisão preventiva seja substituída pela prisão domiciliar.

Na noite desta segunda-feira (17), o Ministério Público de Goiás (MP-GO) informou que já havia recebido 506 relatos de abuso sexual que teriam sido praticados pelo médium João de Deus.

João de Deus se entregou à polícia neste domingo (16) após ter sua prisão preventiva decretada. Ele deve responder pelos crimes de estupro, violação sexual mediante fraude e estupro de vulnerável.

O médium nega as acusações e afirma que é inocente.

Leia também1 Jornalista causa polêmica por comentário sobre João de Deus
2 MP-GO já recebeu mais de 500 denúncias contra João de Deus

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.