Leia também:
X TSE: União Brasil deve devolver R$ 970 mil do Fundo Partidário

Julgamento de 4 réus do caso Flordelis já passa de 20 horas

Sessão do Tribunal do Júri começou ainda na manhã de terça-feira e entrou pela madrugada desta quarta

Paulo Moura - 13/04/2022 08h17 | atualizado em 13/04/2022 09h20

Réus durante julgamento da morte do pastor Anderson do Carmo Foto: TJRJ/Brunno Dantas

O julgamento de quatro réus envolvidos na morte do pastor Anderson do Carmo segue acontecendo nesta quarta-feira (13) e já dura mais de 20 horas. As testemunhas e os réus já foram ouvidos. Durante a madrugada, a acusação já tinha feito a sustentação. Na manhã desta quarta, a defesa se pronuncia. Na sequência, as duas partes entram na fase de debates.

Iniciada às 11h de terça-feira (12), a sessão do Tribunal do Júri decide o destino das acusações feitas contra Adriano dos Santos Rodrigues (filho biológico da ex-deputada federal Flordelis), Carlos Ubiraci Francisco da Silva (filho afetivo de Flordelis), Marcos Siqueira Costa (ex-policial militar) e Andrea Santos Maia (mulher de Marcos Siqueira).

O julgamento de André Luiz de Oliveira, outro filho de Flordelis, que também estava previsto, foi adiado pois o advogado passou mal. Devido ao grande número de réus, a sessão precisou ser desmembrada e Flordelis só será julgada no dia 9 de maio, junto com a neta e com as filhas envolvidas no processo.

DECLARAÇÕES DOS RÉUS
Adriano dos Santos, filho biológico da deputada, afirmou que, depois da morte de Anderson, a família se dividiu entre o lado de Misael e de Flordelis. De início, ele disse ter ficado isento, mas depois apontou que se aproximou da mãe. Adriano também contou que buscou uma carta na casa de Andrea, mas não sabia o conteúdo. Falou que teve conhecimento sobre quando viu na TV.

A tal carta, segundo os promotores, foi forjada a mando de Flordelis para que Lucas dos Santos, filho adotivo da ex-parlamentar que foi condenado em novembro do ano passado, confessasse o crime. Lucas foi inicialmente condenado a 7 anos e seis meses de prisão, mas teve a pena aumentada em dezembro do ano passado para 9 anos.

Andrea, mulher do ex-PM Marcos, negou ter trocado mensagens com Flordelis sobre copiar a carta. Ela ainda revelou ter medo de ser morta “porque tinha muita cobrança por parte de Flordelis”. A esposa do ex-PM recebeu vários depósitos para fazer intermediações das cartas. Um deles foi de R$ 2 mil para compra de itens pessoais.

O ex-policial Marcos, por sua vez, disse que não tinha muito contato com Lucas e Flávio dos Santos, e que só os via em banho de sol na prisão. Flávio foi apontado como o autor dos disparos que mataram Anderson e foi condenado, também em novembro do ano passado, a 33 anos e dois meses de prisão.

TESTEMUNHAS
Entre as testemunhas ouvidas durante o julgamento estiveram a primeira delegada a investigar o caso, Barbara Lomba, que apontou como um dos principais motivos do descontentamento de Flordelis e dos outros filhos com o pastor Anderson o enorme poder adquirido por ele depois que a ex-parlamentar foi eleita deputada federal.

Outro delegado ouvido foi Allan Duarte, que indiciou Flordelis como mandante do crime. Ele afirmou que a ex-deputada foi a mentora da morte de Anderson e também negou que tenha ficado comprovado a tese de que Anderson do Carmo agredia a ex-deputada federal.

Luana Rangel Pimenta, ex-mulher de Misael, um dos filhos adotivos de Flordelis, sustentou que havia uma divisão na família entre os filhos prediletos de Flordelis e os outros, e que o pastor ficava com a maior parte do dinheiro, o que gerava insatisfação.

Além dos três, também foram ouvidas as filhas de Carlos Ubiraci, um dos réus no julgamento; Misael, que basicamente reiterou o que a ex-esposa disse durante a sessão; Aleksander Matos Mendes, outro filho adotivo de Flordelis; e a secretária da igreja de Carlos Ubiraci, Cláudia Inês Barbosa Pinto.

JULGAMENTO DE FLORDELIS
No dia 9 de maio, na segunda sessão do Tribunal do Júri, será a vez do julgamento da ex-deputada Flordelis; da filha biológica Simone dos Santos Rodrigues; da neta, Rayane dos Santos Oliveira; e da filha afetiva Marzy Teixeira da Silva.

Leia também1 Elon Musk é acusado de infringir lei ao comprar ações do Twitter
2 Warner edita cena gay para estreia de filme na China
3 TSE: União Brasil deve devolver R$ 970 mil do Fundo Partidário
4 "Iniciativa foi da Flordelis, ela foi a mentora", diz delegado
5 Líder do União Brasil: "Bivar será pré-candidato à Presidência"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.