CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Malafaia ataca matéria da Folha: ‘Jornalismo vagabundo’

Influencer é investigada por venda de remédio ilegal

Em sua defesa, Paula Biazin disse não saber que medicamento para emagrecer era falsificado

Rafael Ramos - 16/01/2020 13h25

Influencer não tinha alvará para comercializar remédio para emagrecimento Foto: Reprodução

Com mais de 325 mil seguidores no Instagram, a digital influencer Paula Biazin está sendo investigada pelo Ministério Público de Mato Grosso por vender um produto de emagrecimento ilegal. Pela rede social, Paula anunciava o Moder Diet Gold, que, segundo ela, é feito de extrato de ervas e seria uma forma segura e eficaz para perder peso.

Entretanto, uma reportagem veiculada pelo Fantástico, no ano passado, mostrou que o remédio é falsificado e poderia acarretar vários efeitos colaterais. A Polícia Civil de Mato Grosso determinou busca e apreensão na casa de Paula, que alegou ter conhecido o medicamento através de uma pessoa de confiança.

Um inquérito civil foi aberto no dia 8 de janeiro de 2020 pelo promotor Márcio Florestan Berestinas. A influencer terá que comparecer ao Ministério Público na manhã desta sexta-feira (17).

De acordo com a polícia, o produto não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Paula Biazin não tinha alvará sanitário no estabelecimento. Ela garantiu que não tinha a intenção de colocar a vida de seus seguidores em risco e afirmou ter se sentido constrangida com a situação.

Leia também1 Turistas são perseguidos após tentarem selfie com elefante
2 Marido de Nicole Bahls é vítima de "saidinha de banco"
3 Morte em BH pode ser a 3ª por causa de cerveja contaminada

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo