Leia também:
X Repórter da Globo faz ‘dancinha’ após prisão de Lázaro e aparece na Record

Ibaneis Rocha defende atuação de policiais após morte de Lázaro

Governador disse que agentes trabalharam "dentro dos limites da lei"

Thamirys Andrade - 28/06/2021 11h44 | atualizado em 28/06/2021 12h57

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), defendeu o trabalho dos policiais responsáveis pela captura de Lázaro Barbosa. O criminoso de 32 anos foi morto na manhã desta segunda-feira (28), em Águas Lindas de Goiás, após confronto armado com agentes de segurança.

– Certamente as polícias fizeram o seu trabalho dentro dos limites da lei. Se o resultado foi a morte desse perigoso assassino, certamente foi pela situação de confronto criada pelo próprio – declarou Ibaneis ao portal Metrópoles.

De acordo com o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, Lázaro Barbosa “descarregou a pistola contra os policiais” antes de ser morto.

– Não tivemos outra alternativa senão reagir – declarou Miranda.

O chamado “serial killer do Distrito Federal” chegou a ser levado para o Hospital Bom Jesus em uma viatura do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos.

Lázaro estava sendo caçado há 20 dias por centenas de policiais, com auxílio de cães farejadores, câmeras de visão térmica e helicópteros. Ele era acusado de ser o responsável por uma chacina em Ceilândia que tirou a vida de quatro pessoas de uma mesma família, além de possuir uma extensa ficha criminal. Durante sua fuga, o criminoso invadiu propriedades rurais, fez reféns, roubou automóveis e alimentos, aterrorizou a população local.

Leia também1 Lázaro Barbosa é morto após confronto com policiais na mata
2 Vídeo: Policiais comemoram a captura de Lázaro Barbosa
3 Repórter da Globo faz 'dancinha' após prisão de Lázaro e aparece na Record
4 Jornalista é mordida por pitbull enquanto cobria caso Lázaro
5 Duas pessoas são presas em GO por facilitar fuga de Lázaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.