Leia também:
X Lula promete que criará mais ministérios caso seja eleito

Ianomâmis que supostamente estavam sumidos são achados

Informação foi repassada por líder indígena para a Polícia Federal

Paulo Moura - 06/05/2022 10h38 | atualizado em 06/05/2022 11h08

Povo ianomâmi em terra indígena Foto: Reprodução/Twitter

Os ianomâmis que estavam supostamente desaparecidos após um confronto com garimpeiros foram encontrados. A informação, que foi publicada pela Folha de São Paulo nesta sexta-feira (6), foi revelada pelo líder indígena Júnior Hekurari em depoimento dado à Polícia Federal (PF) nesta quinta (5).

O suposto sumiço na reserva Yanomami em Roraima havia sido denunciado na semana passada pelo Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye’kwana (Condisi-YY), entidade que é dirigida pelo próprio Hekurari. De acordo com o relato dado por Júnior à PF, porém, os indígenas que residiam na comunidade de Aracaçá, em Roraima, teriam se mudado para outros locais da terra indígena.

A PF deve realizar nesta sexta uma coletiva onde detalhará as investigações a respeito de denúncias de casos de estupro e homicídios contra indígenas ocorridos dentro da comunidade Aracaçá, além de falar da prisão do garimpeiro Eliézio Monteiro Nerj, que estava foragido da Justiça após ser condenado por participação no chamado Massacre do Haximu, que deixou 16 mortos em 1993.

Em abril, lideranças ianomâmis, incluindo o próprio Junior Hekurari, chegaram a denunciar o assassinato de uma menina indígena de 12 anos, que teria sido estuprada antes de morrer. A PF afirmou, porém, que não encontrou indícios de homicídio e estupro, ou de óbito por afogamento, na terra Yanomami.

Leia também1 WhatsApp: Grupos para 512 usuários só virão após eleições
2 Biden anuncia nova porta-voz da Casa Branca, negra e gay
3 Pacheco assume a Presidência da República nesta sexta-feira
4 Bolsonaro reforça que não houve recado da CIA: "Fake News"
5 Após fala de Bolsonaro, TSE diz que siglas podem fazer auditoria

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.