Leia também:
X Lista dos mais influentes tem deputados com poucos likes

Hospital que recebeu vítimas de creche sofre paralisação

Funcionários do Pronto-Socorro João XXIII pedem melhores salários e condições de trabalho

Camille Dornelles - 09/11/2017 12h57 | atualizado em 09/11/2017 14h58

Funcionários fazem protesto em frente a hospital em Belo Horizonte Foto: Sinmed-MG

O Hospital Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte (MG), enfrenta uma paralisação de funcionários nesta quinta-feira (9). Os profissionais da unidade pedem por aumento de salário, cumprimento do prazo no pagamento e garantia do 13º em dezembro.

Médicos, enfermeiros, técnicos, psicólogos e assistentes sociais fizeram protestos na frente do hospital e na sede do sindicato. De acordo com o presidente da Associação Sindical dos Trabalhadores em Hospitais do Estado de Minas Gerais (Asthemg), “os setores com pacientes funcionam com escala mínima”.

O Sindicato dos Médicos do Estado de Minas Gerais (Sinmed-MG) também aderiu à paralisação por ver que há falta de estrutura e condições de trabalho suficientes para o atendimento médico.

O Hospital João XXIII recebeu a maior parte das vítimas do ataque à creche em Janaúba (MG), no dia 5 de outubro. Na última segunda-feira, morreu a 12ª vítima do crime, que estava no hospital. Quatro pessoas seguem internadas na unidade.

LEIA TAMBÉM
+ Bebê morre após tiro acidental feito por criança de 6 anos
+ Duas pessoas morrem em confronto na Rocinha
+ Advogado diz que cinemateca foi pedida pelo próprio Cabral

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.