Leia também:
X Relembre! Lula, Ciro e Tebet já questionaram o sistema eleitoral

Homem é preso por jogar óleo diesel e atear fogo na esposa

Caso aconteceu em Goiás

Pleno.News - 20/07/2022 16h16 | atualizado em 20/07/2022 17h35

Homem é preso por colocar fogo na esposa Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Na segunda-feira (18), um homem foi preso suspeito de jogar diesel e atear fogo no corpo da esposa. O caso aconteceu em Montividiu, Goiás.

A Polícia Civil acredita que o homem cometeu o crime porque a esposa dele não quis sair de casa para beber. As informações são dos portais G1 e Metrópoles.

– A motivação está sendo esclarecida ainda, mas, até agora, o motivo seria o fato de ele querer sair para beber e ela não querer ir junto com ele – falou o delegado Carlos Roberto à TV Anhanguera, afiliada da Globo no estado.

Apesar de ter sido preso em flagrante por tentativa de feminicídio, o suspeito não confessou o crime. Ele tem 43 anos e a mulher dele, 28.

A vítima está internada em estado grave. Ela teve quase 60% do corpo atingido e sofreu queimaduras de 1º e 2º graus.

No momento do ataque, a mulher estava com os dois filhos, um bebê e uma menina de 7 anos, em casa. As crianças viram a mãe em chamas, conforme relatou o delegado.

Segundo a polícia, a vítima saiu correndo do imóvel para conseguir ajuda. Uma moradora, que não quis se identificar, disse que a mulher gritou por ajuda.

– Ela gritava muito alto e pedia ajuda: “Socorro, alguém me ajuda” – contou a vizinha.

A mulher ainda estava consciente quando foi socorrida e disse aos policiais que o marido tinha ateado fogo nela. Ela e o esposo estão casados há mais de dez anos. Segundo o delegado, não havia um registro anterior de violência entre eles na polícia. Familiares serão ouvidos pelos investigadores.

Leia também1 Agente penal que matou petista tem alta da UTI, diz polícia
2 Perícia não encontra sêmen em gazes utilizadas por anestesista
3 Anestesista iniciou abuso 50 segundos após marido sair
4 Sargento da Marinha, Alison dos Santos é campeão mundial
5 Médico sedou paciente sete vezes durante estupro, diz inquérito

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.