Leia também:
X Telegram: Anatel acata decisão de Moraes em ‘caráter imediato’

Homem é preso por exigir nudes e ameaçar amiga da filha

Criança de 11 estava sendo chantageada por aplicativo de mensagens

Gabriela Doria - 18/03/2022 19h04 | atualizado em 18/03/2022 19h17

Menina foi chantageada por pai de amiga da escola Foto: Pixabay

A Polícia Civil de Goiás prendeu um homem de 52 anos suspeito de aliciar e ameaçar uma menina de 11, amiga de escola de sua própria filha, em Quirinópolis. O criminoso teria exigido que a criança enviasse fotos íntimas e queria também um encontro.

De acordo com a Polícia Civil, ele conseguiu o telefone da menina em um grupo de mensagens do colégio. Segundo as investigações ele ameaçava a garota de lhe fazer mal caso ela não cedesse. Os abusos teriam começado no início deste mês.

Inicialmente, o homem tentava convencer a garota de lhe enviar fotos nuas. Diante das recusas, ele passou a ameaçar a menina.

Em depoimento à polícia, a vítima, que estava acompanhada da mãe, relatou que o agressor afirmou que sabia onde ela estudava e morava. Com receio de que pudesse acontecer algo com sua família, a criança cedeu e enviou as imagens.

Ainda segundo a menina, o homem passou a exigir encontros pessoais, o que ela negou. No entanto, ele passou a fazer novas ameaças, incluindo a de que divulgaria no grupo da escola as fotos e vídeos que ela enviou.

MUDANÇA DE COMPORTAMENTO
A Polícia Civil afirmou que só foi possível descobrir o caso porque a mãe da vítima notou mudanças no comportamento da filha. A menina passou a apresentar episódios de agressividade, isolamento e pouco diálogo com a família.

Com isso, a mulher procurou no celular informações sobre o que poderia estar acontecendo, e então descobriu que a filha estava sendo chantageada. Ela imediatamente conversou com a filha, e as duas se dirigiram a uma delegacia para denunciar o crime.

Devido à gravidade do crime, a Justiça emitiu uma mandado de prisão preventiva. No interrogatório, o homem permaneceu em silêncio. Ele foi atuado em flagrante por estupro de vulnerável por meio virtual e pelo crime de aliciamento e instigação de criança, a fim de ter práticas libidinosas.

Leia também1 Crianças matam garoto de cinco anos na Zona Rural do Pará
2 Repórter ucraniano pede desculpas após citar nazista e morte de crianças russas
3 Cantora lembra Baal e critica as dancinhas com conotação sexual
4 China confirma controle sobre educação de crianças, diz grupo
5 STF e Turma da Mônica lançam campanha contra as fake news

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.