Leia também:
X Frias rebate Doria e diz que obra no Museu do Ipiranga é federal

Homem diz que matou a esposa após discussão por Libertadores

Leonardo Ceschini confessou que a briga que resultou na morte da esposa foi motivada por discussão de futebol

Paulo Moura - 03/02/2021 10h35 | atualizado em 03/02/2021 10h43

Homem matou esposa após briga por conta da final da Libertadores Foto: Reprodução

Uma mulher foi encontrada morta dentro de um apartamento em um bairro de alto padrão, na Zona Norte de São Paulo, no último domingo (31). Segundo a Polícia Militar (PM), Leonardo Ceschini confessou ter assassinado a esposa, Érica Ceschini, após uma discussão sobre futebol. O crime teria acontecido após o casal chegar à sua casa depois de uma comemoração pelo título do Palmeiras na Libertadores da América. Érica era torcedora do time alviverde, e Leonardo torce para o arquirrival Corinthians.

Leonardo e Érica deixaram os filhos gêmeos, de 2 anos, com os primos dela no apartamento enquanto participavam da comemoração. Depois que o casal chegou, os meninos ficaram dormindo no quarto, e os parentes foram embora. Horas depois de o casal chegar, a mulher foi encontrada morta sobre uma poça de sangue.

Segundo a polícia, a vítima, que trabalhava no ramo de produtos médicos e hospitalares, parecia ter “lesões nas pernas e costas, aparentemente por instrumento cortante, sendo que havia uma faca próxima a ela”.

Segundo o Boletim de Ocorrência (B.O.) do caso, obtido pelo site UOL, existem três versões do ocorrido. O primeiro relato, feito pelo policial que atendeu a ocorrência, indica que a mulher havia tentado matar o marido e, em seguida, tirado a própria vida no interior do apartamento.

Já Leonardo, que estava ferido no abdome, contou inicialmente aos policiais que “Érica o atacou com a faca, atingindo-o no abdome, e cometeu suicídio”. Entretanto, logo em seguida, segundo a PM, o corintiano mudou a versão.

– [Após ser atingido] Ele [Leonardo] conseguiu tomar-lhe a faca e desferir vários golpes que causaram a morte dela, entendendo [ele] que acabou se excedendo. O motivo de tudo foram desavenças devido a cada um ser torcedor de um time de futebol diferente, observando a final da Taça Libertadores da América: ela palmeirense, ele corintiano – descreve o B.O.

Após atenderem a ocorrência, os policiais deram voz de prisão ao homem e o conduziram ao Hospital do Mandaqui, na Zona Norte da capital paulista. Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo, o caso foi registrado em flagrante como homicídio qualificado pelo 33º DP (Pirituba), que comanda as investigações.

Leonardo, que está preso preventivamente, foi submetido a uma cirurgia ainda na madrugada de domingo (31), razão pela qual, segundo o B.O, ainda não havia sido interrogado. O apartamento passou por perícia, e a faca foi recolhida.

A família afirmou que “nunca presenciou qualquer briga, agressão entre eles, nem soube de relatos de brigas”, e que ficou espantada com o que aconteceu. Segundo Rene Fernandes, tio de Érica, os familiares pedem que a justiça seja feita pela morte da mulher.

– Os dois, já casados há nove anos, tinham um bom relacionamento com as duas famílias. O sentimento é de surpresa e revolta. E queremos que a justiça seja feita – disse o tio de Érica.

Érica foi sepultada na segunda-feira. Os filhos dela foram ao local do velório, mas segundo Rene, ficaram na parte externa de onde estava o corpo. O tio revelou que os garotos estão sob os cuidados da avó materna, que ainda buscará ajuda psicológica para contar aos pequenos sobre a morte da mãe.

Leia também1 Conmebol é multada devido à aglomeração na Libertadores
2 'Fique em casa é para uns; para outros, é Miami e Maracanã'
3 Covas reassume o cargo nesta segunda após ida polêmica ao RJ
4 Faustão é flagrado na arquibancada do Maracanã
5 Covas comenta ida ao Maracanã e chama críticas de "hipocrisia"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.