Leia também:
X MDB desiste de federação com partido União Brasil e PSDB

Hipster da Federal estava em tratamento contra depressão

Advogada da família relatou que o episódio desta quarta foi o primeiro surto que o policial teve

Paulo Moura - 04/03/2022 10h59 | atualizado em 13/04/2022 15h29

O policial federal Lucas Valença, de 36 anos, conhecido como hipster da Federal, estava em tratamento contra a depressão e viajou a Goiás para celebrar o aniversário do irmão. A informação foi revelada pela advogada da família de Lucas, Sindd Lopes. O policial morreu ao tentar invadir uma casa em Buritinópolis, em Goiás, na noite de quarta-feira (2).

– O Lucas foi passar o fim de semana com a família em um rancho de propriedade dos pais. Ele estava com depressão, que se iniciou na pandemia. Ele nunca deu indícios, mas a família sabia. Ele estava fazendo terapia, foi o primeiro surto que ele teve – disse a advogada.

O aniversário citado pela advogada foi realizado na terça-feira (1°) em um rancho em Mambaí, que fica a cerca de 45 km de Buritinópolis. Sindd relatou que o policial estava no rancho da família, mas saiu a pé. Ela acredita que ele não tenha conseguido voltar para casa, já que o local estava escuro. Ela disse ainda que ele estava desarmado e sem celular.

De acordo com o boletim de ocorrência da polícia, Valença entrou em uma propriedade na zona rural, onde, no interior da casa, estavam o dono, a esposa e a filha do casal de 3 anos. No local, segundo relato, ele teria gritado do lado de fora dizendo que “havia um demônio” na residência.

Na sequência, Valença teria arrombado a porta da sala, momento em que foi baleado. Conforme a advogada, a família acredita que o policial estava tentando entrar na casa de sua família, quando acabou entrando na propriedade errada.

– O surto fez com que ele não reconhecesse onde estava – declarou Sindd.

Ainda de acordo com Lopes, o policial federal sempre foi muito presente com os parentes e, apesar de ter sido diagnosticado com depressão, não estava afastado da corporação.

– O Lucas sempre cuidou da saúde física e mental. Não bebia, não fumava, praticava esportes. Tinha o hábito de estar sempre em contato com a natureza, tanto que nas folgas e feriados ele sempre ia para o rancho da família – completou.

Leia também1 MDB desiste de federação com partido União Brasil e PSDB
2 Estado Islâmico: Invasão russa é castigo divino ao Ocidente
3 Zelensky escapou de 3 tentativas de assassinato, diz jornal
4 PT gasta R$ 6 milhões na defesa de Lula e de alvos da Lava Jato
5 Na Ucrânia, Arthur do Val diz estar fazendo coquetéis molotov

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.