Leia também:
X Navio misterioso aparece no litoral de São Paulo

Governador de SC enfrentará processo de impeachment

Alesc abriu processo contra Carlos Moisés

Henrique Gimenes - 22/07/2020 17h58

Governador de SC, Carlos Moisés Foto: Secom/Mauricio Vieira

Na tarde desta quarta-feira (22), a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) decidiu dar prosseguimento a um processo de impeachment contra o governador do estado, Carlos Moisés (PSL) e contra a vice-governadora Daniela Reinehr (PSL). O anúncio foi feito pelo presidente da Casa, deputado Julio Garcia (PSD).

O pedido de impeachment aponta um suposto crime de responsabilidade cometido por Carlos Moisés ao conceder aumento salarial aos procuradores do Estado por meio de uma decisão administrativa. A medida teve por objetivo equipar os vencimentos aos salários dos procuradores do Poder Legislativo. O pedido foi assinado pelo defensor público Ralf Zimmer Junior.

Com a decisão, o governador de SC terá um prazo de 15 dias para se manifestar. No período, a Alesc irá formar uma comissão composta por nove deputados que irá elaborar um parecer sobre o impeachment.

Para que Carlos Moisés seja afastado, o relatório terá que ser aprovado por dois terços dos deputados, um total de 27 parlamentares.

Leia também1 Sem pagar salários, Rio fecha hospitais de campanha
2 Quem ocupa o lugar de Witzel no caso de um impeachment?
3 Defesa de Witzel pretende ir ao STF contra impeachment
4 TJ nega pedido de suspensão do impeachment de Witzel
5 STJ nega habeas corpus e Edmar Santos continua preso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.