Funcionários dos Correios entram em greve nesta quarta

Categoria alega que objetivo é impedir redução de salários e benefícios

Pleno.News - 11/09/2019 09h32

Funcionários dos Correios decidiram entrar em greve Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Os funcionários dos Correios entraram em greve geral por tempo indeterminado. A greve foi decretada na noite desta terça-feira (10) em assembleias realizadas em diferentes estados do país.

A categoria quer impedir a redução dos salários e de benefícios, e é contra a privatização da estatal, que foi incluída no mês passado no programa de privatizações do governo Bolsonaro. O reajuste salarial de 0,8% é um dos principais pontos reclamados pela categoria. No entanto, os trabalhadores querem também a reconsideração quanto a retirada de pais e mães do plano de saúde, melhores condições de trabalho e outros benefícios.

A federação informou que a greve foi decretada em São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins, Maranhão e na maioria dos estados do país.

Em nota, a direção dos Correios informou ter participado de 10 encontros com os representantes dos trabalhadores para apresentar propostas dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões. A instituição afirmou ainda que o principal compromisso é conferir à sociedade uma empresa sustentável.

LEIA TAMBÉM+ Medalha será dada a sniper que matou sequestrador no RJ
+ MG: Procurador que chamou salário de “miserê” vira piada
+ Justiça manda Doria devolver apostila que trata de "gênero"


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo