Leia também:
X Homem é preso suspeito de estuprar neta da companheira

Funcionárias da Caixa cobram demissão de Pedro Guimarães

Presidente da estatal é denunciado por assédio sexual

Gabriel Mansur - 29/06/2022 15h28

Funcionárias da Caixa protestam em Brasília Foto: Reprodução/Sindicato dos bancários

Um grupo de funcionárias da Caixa Econômica Federal (CEF) protesta na tarde desta quarta-feira (29), em frente à sede da instituição, em Brasília. As manifestantes exigem a demissão imediata do presidente da estatal, Pedro Guimarães, denunciado por assédio sexual contra mulheres da empresa. O caso veio à tona nesta terça (28), após reportagem do portal Metrópoles.

A manifestação foi organizada pelo sindicato dos trabalhadores. Além de cobrarem a “saída urgente” de Guimarães, os participantes pedem que as denúncias sejam apuradas de forma séria e com celeridade.

– Estamos todos exigindo a mesma coisa: a demissão imediata dele, não é só afastamento. Também é preciso apurar as denúncias, que são de embrulhar o estômago. Ele precisa ser punido para que não tenhamos mais uma situação dessa na nossa empresa – ressaltou Maria Gaia, 54 anos, uma das organizadoras do ato e diretora da Federação dos Bancários do Centro-Norte.

Os manifestantes também entregam flores às funcionárias que entram e saem do prédio. O presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takemoto, disse ao Metrópoles que a ideia de entregar as flores “é para prestar solidariedade e nos colocar à disposição de todos que sofrem assédio sexual, moral e toda discriminação que está correndo na nossa empresa”.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) do Distrito Federal abriu, nesta terça, uma apuração sobre as denúncias de assédio sexual contra Pedro Guimarães contra funcionárias do banco.

Nessa apuração inicial, os procuradores analisarão possíveis irregularidades trabalhistas e decidirão se abrirão um inquérito sobre o caso. Na fase de inquérito, o MPT ouvirá as vítimas e também Pedro Guimarães. O MPF já apura o caso na esfera criminal.

No entanto, até o início da tarde, ainda estudava se ele pediria demissão ou seria dispensado. Para o posto, é cotada a secretária especial do Ministério da Economia Daniella Marques Consentino.

Leia também1 Presidente da Caixa: "Vida inteira pautada pela ética"
2 Pedro Guimarães é acusado de assediar funcionárias da Caixa
3 Aliados de Bolsonaro já indicam um novo nome para a Caixa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.