Leia também:
X Carlos Bolsonaro faz críticas às audiências de custódia

Flordelis: “Meu coração de mãe me dá direito à esperança”

Deputada falou sobre dúvidas a respeito de seu comportamento após a morte do pastor Anderson do Carmo

Henrique Gimenes - 22/06/2019 21h12 | atualizado em 23/06/2019 14h20

Deputada Flordelis Foto: Agência O Globo/Pedro Teixeira

Neste sábado (22), a pastora e cantora Flordelis utilizou suas redes sociais para agradecer as mensagens de apoio que recebeu após o assassinato de seu marido, o pastor Anderson do Carmo. A deputada federal também aproveitou a mensagem para responder algumas dúvidas de seus seguidores a respeito de seu comportamento.

Entre as dúvidas estão o questionamento da parlamentar sobre participação de seus filhos, Flávio dos Santos e Lucas dos Santos, no crime. Outra é referente aos aparelhos de celulares que sumiram de sua residência.

Leia a mensagem de Flordelis:

Oi gente, eu gostaria de responder a cada um e cada uma de vocês que comentaram a minha mensagem.

Impossível, pelo tempo, pelo momento e pela quantidade. Agradeço muito as mensagens que me dão força, e de solidariedade. As outras mensagens, algumas sem necessidade agressivas, eu tentei reunir nos pontos comuns para responder.

Tem gente que estranha eu não acreditar que dois filhos meus são os autores, porque eles confessaram. Eu não quero acreditar e o meu coração de mãe me dá direito à esperança. As confissões não são suficientes para condenar e quem assistiu a entrevista da delegada ouviu ela também dizer a mesma coisa. Vamos aguardar o fim das investigações e do julgamento.

É assim que tem que ser. Muitas mensagens me acusam de estar escondendo os celulares do meu marido e do meu filho. Meu Deus! A polícia está à procura deles e eu ficarei aliviada se encontrarem.

Meu marido foi assassinado em casa, o local não foi isolado, muita gente transitou e tem transitado por ela. É muito cruel imaginar que eu teria frieza para esconder provas de um crime que eu preciso seja esclarecido logo. Ninguém tem mais interesse que eu na solução, acreditem.

Outros comentários me condenam pela primeira versão minha de assalto. Quem faz isso, como reagiria ao ouvir tiros em casa, que mataram o marido, numa madrugada de uma cidade violenta? Eu tenho, pelo menos, o benefício da dúvida, vocês não acham? Por que me condenar sem qualquer chance de defesa e sem processo? Isso não é justo, mas sigo com força porque Deus está comigo.

O CASO
O pastor Anderson do Carmo foi assassinado na madrugada do domingo (16) na garagem de casa, em Pendotiba, Niterói (RJ). O laudo mostrou 30 perfurações pelo corpo, a maior parte nas costas, peito e região da virilha. Anderson era casado há 25 anos com Flordelis, pastora e deputada federal pelo Rio de Janeiro. Sempre ao lado da esposa, ele atuava como secretário-geral do PSD no Estado.

Dois filhos da pastora estão presos preventivamente, Lucas dos Santos, de 18 anos, e Flávio dos Santos Rodrigues, de 38 anos. O mais velho assumiu ter efetuado seis tiros. Lucas teria ajudado comprando a arma, mas não estaria em casa no momento dos disparos. Os agentes ainda estão investigando os pontos contraditórios.

Um terceiro filho teria afirmado, em depoimento, que não ouviu discussão, barulho de carro ou moto em fuga. Que quando chegou na cena do crime encontrou o irmão Flávio próximo ao pai, caído. Ele garantiu ainda que o celular de Anderson, que está sumido, foi entregue a Flordelis.

Ainda em depoimento, o filho disse que o pastor já recebeu uma mensagem com ameaça de morte e uma das irmãs ofereceu R$ 10 mil a Lucas para que cometesse o crime. Flordelis e três filhas já teriam colocado remédios na comida de Anderson, por isso, sua saúde estava debilitada.

Leia também1 Exclusivo! Nova imagem deixa dúvidas no caso Flordelis
2 Flordelis prestará depoimento na próxima segunda-feira
3 Flordelis faz desabafo: "A dor é enorme, mas não perco a fé"
4 Vídeo mostra Flávio, filho de Flordelis, após o crime
5 Advogada diz que filho de Flordelis está "muito abatido"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.