Leia também:
X ‘Rachadinha na Alerj’: Globo é proibida de exibir documentos

Flavio Bolsonaro comemora “derrota da Globo” na Justiça

Senador falou de decisão que impede a emissora de divulgar documentos de investigação de "rachadinhas" na Alerj

Henrique Gimenes - 04/09/2020 21h14 | atualizado em 04/09/2020 21h36

Senador Flávio Bolsonaro Foto: Agência Senado/Edilson Rodrigues

Na noite desta sexta-feira (4), o senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ) comemorou a decisão da Justiça do Rio de Janeiro que proibiu a Rede Globo de exibir documentos referentes a um processo que investiga um esquema de “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Em suas redes sociais, o parlamentar disse que não tem “nada a esconder” e ressaltou que parte da imprensa “inventa” narrativas “para desgastar minha imagem e a do presidente Jair Bolsonaro”.

A decisão é da juíza Cristina Serra Feijó, da 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, que atendeu a um pedido feito pela defesa do senador.

Ao comentar a decisão, Flavio disse que atribuir a ele conduta ilícita, “sem o processo legal”, configura crime.

– Acabo de ganhar liminar impedindo a #globolixo de publicar qualquer documento do meu procedimento sigiloso. Não tenho nada a esconder e expliquei tudo nos autos, mas as narrativas que parte da imprensa inventa para desgastar minha imagem e a do presidente Jair Messias Bolsonaro são criminosas. Juíza entendeu que isso é altamente lesivo à minha defesa. Querer atribuir a mim conduta ilícita, sem o devido processo legal, configura ofensa passível, inclusive, de reparação. Parabéns a meus advogados – escreveu.

Leia também1 'Rachadinha na Alerj': Globo é proibida de exibir documentos
2 Bolsonaro questiona medidas de Mandetta como ministro
3 Carlos Bolsonaro critica festa de aniversário de Huck
4 Eduardo rebate Joice e revela livro sobre Bolsonaro
5 Bolsonaro compara críticos da cloroquina com ateus

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.