Leia também:
X TCU solicita à PGR bloqueio imediato de bens de Sergio Moro

Filho de vereador é preso por tráfico, com 720 kg de cocaína

Ruan Brockveld admitiu ser o responsável por guardar o entorpecente em um apartamento

Paulo Moura - 23/02/2022 11h54 | atualizado em 23/02/2022 12h00

Filho de vereador foi preso por tráfico, com 720 quilos de cocaína Fotos: Arquivo Pessoal // Divulgação/Polícia Militar de SC

O empresário Ruan Brockveld, de 24 anos, foi preso por tráfico de drogas na noite da última segunda-feira (21), em Navegantes, cidade do Litoral Norte de Santa Catarina, após ser encontrado com um carregamento de 720 quilos de cocaína. Ruan é filho do vereador e vice-presidente da Câmara Municipal da cidade catarinense de Penha Maurício Brockveld (MDB).

De acordo com a Polícia Militar (PM), Ruan admitiu ser o responsável por guardar o entorpecente em um apartamento em Balneário Piçarras, outra cidade do Litoral Norte catarinense, e também informou, segundo a polícia, que recebia R$ 4 mil ao mês para esconder o material e encontrar quem o levasse para o Rio de Janeiro.

A atuação do Ruan como traficante foi descoberta por meio de uma operação da Polícia Federal, que contou com o apoio da Polícia Militar de Santa Catarina. Durante os trabalhos, imagens de câmeras de segurança ajudaram a confirmar que o material estava no apartamento dele.

Segundo a Polícia Militar, após ter o carro localizado com drogas, Ruan teria começado a tirar os entorpecentes do apartamento para evitar uma apreensão maior, mas acabou sendo interceptado pelos policiais ainda durante a ação.

Leia também1 João Doria já admite abrir mão de candidatura em prol de 3ª via
2 Bombeiros vasculham rios durante buscas em Petrópolis
3 Filho de técnico do São Caetano morre após acidente
4 Polícia Federal indicia primo de Davi Alcolumbre por tráfico
5 Deputado com doença rara toma posse na Câmara: "Histórico"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.