Leia também:
X PSDB, DEM e PSD podem se unir para as eleições de 2022

Filha de Flordelis diz que fez pesquisa sobre veneno cianeto

Simone deu duas justificativas para as buscas feitas na internet

Camille Dornelles - 22/08/2019 11h21 | atualizado em 22/08/2019 11h42

Simone e mãe, Flordelis Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (21), um trecho do depoimento de Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica da deputada federal Flordelis, foi revelado. Em seu esclarecimento, ela confirmou que fez pesquisas na internet sobre veneno cianeto.

As buscas dela foram “cianeto” e “cianeto nos alimentos”. Simone justificou a busca afirmando que é fã de programas investigativos e que ficou curiosa sobre o assunto. Ela também declarou que a pesquisa foi feita para ajudar uma amiga tutora de um cachorro com tumor.

O depoimento de Simone foi dado oito dias após a morte do padrasto, pastor Anderson do Carmo. Ele faleceu em 16 de junho a tiros dentro da garagem de sua casa. Um enteado e um filho adotivo de Anderson estão presos por participação no assassinato.

O CASO
O pastor Anderson do Carmo foi assassinado na madrugada do dia 16 de junho, na garagem de casa, em Pendotiba, Niterói (RJ). O laudo mostrou 30 perfurações pelo corpo, a maior parte nas costas, peito e região da virilha. Anderson era casado há 25 anos com Flordelis, pastora e deputada federal pelo Rio de Janeiro. Sempre ao lado da esposa, ele atuava como secretário-geral do PSD no Estado.

Dois filhos da pastora estão presos preventivamente, Lucas dos Santos, de 18 anos, e Flávio dos Santos Rodrigues, de 38 anos. O mais velho assumiu ter efetuado seis tiros. Lucas teria ajudado comprando a arma, mas não estaria em casa no momento dos disparos. Os agentes ainda estão investigando os pontos contraditórios.

Um terceiro filho teria afirmado, em depoimento, que não ouviu discussão, barulho de carro ou moto em fuga. Que quando chegou na cena do crime encontrou o irmão Flávio próximo ao pai, caído. Ele garantiu ainda que o celular de Anderson, que está sumido, foi entregue a Flordelis.

Ainda em depoimento, o filho disse que o pastor já recebeu uma mensagem com ameaça de morte e uma das irmãs ofereceu R$ 10 mil a Lucas para que cometesse o crime. Flordelis e três filhas já teriam colocado remédios na comida de Anderson, por isso, sua saúde estava debilitada.

Leia também1 Ex-amante afirma que filha de Flordelis quis matar padrasto
2 Filho diz que Flordelis afirmou ter quebrado celular do pai
3 Flordelis envia nota em sua defesa contra relato do filho

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.