CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X “A Lei Rouanet precisa de ajustes”, diz Regina Duarte

Fantástico se pronuncia sobre trans que matou criança

Tadeu Schmidt disse que mencionar os crimes dos entrevistados não era o objetivo da matéria

Rafael Ramos - 08/03/2020 23h38 | atualizado em 09/03/2020 07h44

Fantástico se manifestou sobre matéria com transexual Foto: Reprodução

O Fantástico se pronunciou, na noite deste domingo (8), sobre o caso do transexual Suzy exibido, na semana anterior, em um quadro apresentado pelo doutor Drauzio Varella, que mostrou a realidade dos trans nos presídios.

Apesar da comoção gerada com a história de Suzy, que está há oito anos sem receber visitas, a reação do público passou da empatia para a revolta ao vir à tona que o presidiário estuprou e matou uma criança de 9 anos. Alguns parlamentares, como Eduardo Bolsonaro, Carlos Jordy e Bia Kicis, exigiram uma postura do programa da Rede Globo.

Em seu pronunciamento, os apresentadores Tadeu Schmidt e Poliana Abritta se limitaram a ler a nota de esclarecimento publicada por Drauzio Varella nas redes sociais. O médico disse que não procura perguntar os crimes prometidos por seus pacientes e disse que não é juiz.

Poliana disse que “o quadro gerou empatia, mas também críticas”. Já Tadeu explicou que os crimes das entrevistas não foram mencionados porque esse não era o objetivo”.

Leia também1 Trans que comoveu a web matou criança de 9 anos
2 Web se revolta com crime de Suzy e declara boicote à Globo
3 "Sou médico, não juiz", disse Drauzio Varella sobre Suzy
4 "A Lei Rouanet precisa de ajustes", diz Regina Duarte

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo