Leia também:
X Pacheco e Lira cobram discurso único entre Poderes e Bolsonaro

Família do cabo Cardoso recebe honraria póstuma nesta quinta

Policial militar morreu em dezembro do ano passado ao tentar impedir assalto em uma loja no RJ

Paulo Moura - 24/03/2021 13h45 | atualizado em 24/03/2021 14h14

Cabo Cardoso foi morto durante assalto em Mesquita Foto: Reprodução

A família do cabo da Polícia Militar Derinaldo Cardoso dos Santos, o cabo Cardoso, assassinado ao tentar impedir um assalto dentro de loja em Mesquita, na Baixada Fluminense, em dezembro do ano passado, receberá nesta quinta-feira (25) a Medalha Tiradentes e diploma post mortem, maior honraria do Legislativo fluminense.

O evento será realizado às 10h, no 20° Batalhão de Polícia Militar, em Mesquita, na Região Metropolitana do Rio, onde o cabo Cardoso era lotado. O policial, que completaria dez anos na corporação no mês de janeiro, deixou esposa e dois filhos.

A homenagem foi proposta pelos deputados estaduais Charlles Batista (PSL) e Anderson Moraes (PSL), além de contar com a coautoria de Marcus Vinícius (PTB), Sérgio Fernandes (PDT), Anderson Alexandre (Solidariedade), Filippe Poubel (PSL) e outros 27 parlamentares.

– A vida perdida de uma forma tão trágica e cruel deixa um trauma eterno. Essa homenagem é um pequeno gesto em reconhecimento ao Cabo Cardoso, que cumpriu heroicamente sua missão de servir e proteger a sociedade. Que Deus siga confortando o coração dos familiares, protegendo-os do mal! – disse o deputado Charlles Batista.

Para o deputado Anderson Moraes, a entrega da medalha é uma forma de não deixar a morte de Cardoso ser esquecida pela sociedade e de reconhecer o trabalho exercido pelo policial militar em vida como um “herói fardado”.

– Claro que a família preferia tê-lo vivo, mas, infelizmente, ele foi morto de forma covarde. Entregar essa homenagem é um merecido reconhecimento, também para que todos lembrem do herói fardado que perdeu sua vida tentando salvar outras – completou Moraes.

A Polícia Civil informou que, segundo a 54ª DP (Belford Roxo), o inquérito policial sobre a morte de Derinaldo Cardoso foi concluído, com quatro pessoas indiciadas pelos crimes de latrocínio – roubo seguido de morte – e associação criminosa.

Leia também1 Policial militar é morto ao tentar evitar assalto em cidade do RJ
2 Viúva de PM morto no RJ chora: "Meu marido morreu lutando"
3 Deputados propõem concessão de honraria a PM morto no RJ
4 Ladrão confessa que atirou em PM em assalto à Casa & Video
5 Ficha de assassino de PM da Casa & Video vai de homicídio a roubo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.